11 profissionais em alta com salários de até R$ 50 mil

Ainda sofrendo os efeitos da crise, as empresas brasileiras continuam apostando em profissionais e executivos que consigam gerenciar essa situação e fazer com que a companhia não seja afetada.


 
Segundo um levantamento realizado pela empresa de recrutamento Michael Page, a busca por profissionais especialistas em crise aumentou 30% entre janeiro e agosto deste ano. São profissionais que ficam responsáveis pelo controle e gerenciamento das operações de impostos indiretos, como o ICMS.

“Cada área dentro da companhia enfrenta a sua crise, seja o financeiro para negociar e alongar o prazo das dívidas ou o RH na hora de demitir algum funcionário”, explicou Henrique Bessa, diretor da Michael Page. “Executivos com o perfil para gerenciar esses momentos difíceis dentro de cada departamento são bem avaliados no mercado atualmente”, completou.

O portal separou quais são esses profissionais:

Gerente de tesouraria estruturada
Salário: R$ 17 mil
Aumento na procura: 25%

Esse profissional deve ter como habilidades o bom relacionamento bancário, uma boa base de finanças corporativas e saber renegociar dívidas.

Gerente de impostos indiretos
Salário: R$ 20 mil
Aumento na procura: 30%

O executivo é procurado pela necessidade das empresas de controlar e gerenciar as operações de impostos indiretos, o que pode ajudar as empresas a ter ganhos e a impedir que ela seja autuada por não recolher os impostos da forma correta.

Diretor de desenvolvimento de negócios
Salário: de R$ 25 mil a R$ 50 mil
Aumento na procura: 12%

O aumento na busca por esse profissional parte da postura dos bancos de buscar um posicionamento mais inovador, com foco em inovação e novas tecnologias.

Especialista de reestruturação (mercado financeiro)
Salário: de R$ 40 mil a R$ 50 mil
Aumento na procura: 25%
 
A habilidade do profissional de negociar é o que leva as empresas a buscarem-no. Para isso, entretanto, ele deve ter bagagem intensa sobre o cenário.

Gerente de segurança patrimonial
Salário: de R$ 18 mil a R$ 26 mil
Aumento na procura: 27%

O executivo é o responsável pela segurança dos executivos de cargo mais alto da empresa, tal como pela gestão da operação e segurança dos sites e centros de distribuição. Nesse momento, ele é importante pois impacta diretamente no resultado do caixa das empresas.

Gerente de serviços/pós-vendas
Salário: R$ 15 mil
Aumento da procura: 15%

Com a queda no volume de vendas e nos investimentos das empresas, esse profissional passa a ser buscado por conseguir manter a base de ativos já existente com custos menores.

Gerente de planejamento comercial
Salário: de R$ 15 mil a R$ 20 mil
Aumento na procura: 23%

As empresas ainda precisam reavaliar suas estratégias de venda, tal como analisar resultados e planejar. Essa é a função desse profissional.

Gerente de projetos PMO
Salário: R$ 15 mil
Aumento na procura: 20%

Em meio à crise, o executivo cumpre o papel de manter a rotina operacional com a mesma qualidade, porém com mais eficiência e menos recursos.

Gerente de compras
Salário: R$ 13 mil
Aumento na procura: 25%

O profissional tem o papel de ajudar a empresa a ter ganhos em sua cadeia de abastecimento, como renegociando contratos e desenvolvimento de novos fornecedores, de até 50%.

Especialista comercial
Salário: de R$ 10 mil a R$ 12 mil
Aumento na procura: 30%

O mercado de seguros, principalmente os corretores, estão dando mais atenção às áreas segmentadas, o que diversifica a carteira e, ainda assim, mantém a rentabilidade e resultados.

Gerente de risco
Salário: de R$ 15 mil a R$ 25 mil
Aumento na procura: 18%

As empresas têm dedicado maior atenção ao gerenciamento de riscos por conta da evolução dos sinistros. Por isso, um profissional que consiga identificar os riscos e evitar prejuízos é procurado.

Matéria: InfoMoney