O curso de Ciências Contábeis forma um dos profissionais mais procurados no mundo, segundo o Guia do Estudante. O contador atua no ramo que cuida das finanças de uma organização para que haja controle dos lucros, despesas e receitas. Ele também analisa e controla os negócios de uma empresa como compras, vendas, aplicações, investimentos e dá sempre uma elucidação final sobre tudo o que acontece na instituição. É importante destacar que algumas ações são excepcionalmente exercidas pelo contador como, por exemplo, a auditoria e as perícias contábeis, mas é importante lembrar também que só se pode exercer sua profissão sendo registrado no Conselho Regional de Contabilidade (CRC).

O mercado de trabalho é extenso. Caso o contador queira trabalhar em uma empresa, ele pode atuar como contador geral, controller, contador de custos, cargos administrativos, analista financeiro, auditor interno e gerente de impostos, e tem a opção de atuação em órgãos públicos por meio de concursos, como contador público no Tribunal de Contas (na fiscalização de órgãos da administração pública e na perícia de fraudes ao erário público), agente ou auditor fiscal, controlador de arrecadação, contador do Ministério Público da União, fiscal do Ministério Público do Trabalho, analista do Banco Central, inspetor da Comissão de Valores Imobiliários, auditor fiscal do Tesouro Nacional, e assim por diante. Porém, se o contador quiser seguir carreira como autônomo, ele também pode ser consultor, auditor independente ou perito contábil, sem dizer que poderá atuar no ramo acadêmico como professor, pesquisador, escritor e palestrante. Outro ponto a se enfatizar é a grande escassez em profissionais qualificados para o despacho de informações valiosas para a Receita Federal por meio da internet para esta complexa sede tributária e a necessidade de Contadores na área de controladoria, conseqüência do quadro econômico atual. As chances são várias nas empresas financeiras e multinacionais.

MERCADO

Profissionais no mercado

Cerca de 520 mil com CRC

Curso Contabilidade Prática para Universitários

Exigências para atuar na profissão

– Ser bacharel em Ciências Contábeis.
– Estar registrado no Conselho Regional de Contabilidade.

Regulamentação

Decreto-lei nº 9.295, de 27 de maio de 1946.

Ganho inicial (média mensal)

– Em pequenas e médias empresas: de R$ 4 mil a R$ 6,5 mil.
– Em grandes empresas: de R$ 5 mil a R$ 12 mil.

Atividades do início de carreira

Manuseio de documentos contábeis e jurídicos, organização do movimento financeiro da empresa
(compra, venda, despesas), classificação dos gastos em um plano de contas.

Evolução da profissão

Em geral, começa como analista contábil e, depois, vai ocupando postos de mais responsabilidade, como contador, gerente contábil e diretor financeiro.

Para evoluir na carreira, o contador deve conhecer não apenas documentos contábeis mas também jurídicos, como contrato social (principal documento de uma empresa, em que se descrevem a formação e o funcionamento da sociedade empresarial). Entendendo profundamente a atividade que a empresa desempenha, tem a possibilidade de se tornar o responsável técnico pela área contábil.

Pode ter seu próprio escritório de contabilidade, com sua cartela de clientes, ou estar numa organização, ocupando postos que reportem diretamente ao presidente, como controller (profissional responsável pela controladoria de uma empresa, área que coordena as operações fiscais e financeiras de uma empresa e gera informações estratégicas para o processo de tomada de decisões pelos gestores).

Auge da carreira

Cerca de 15 anos após a formatura.

Com Informações: IG – Sebastião Gonçalves, conselheiro do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo e ex-presidente do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo;

Robert Half, Guia de Salários