Como posso lidar com a rotina e o estresse profissional contábil?

O estresse e os distúrbios psicológicos em geral estão cada vez mais comuns no contexto profissional das pessoas.
 

 
Dados da Previdência Social apontam que, no Brasil, os afastamentos decorrentes desses tipos de problema saíram de 612, em 2006, para cerca de 12 mil em 2011.

Nesse sentido, atividades com necessidade de um arcabouço técnico de conhecimento, tais como contabilidade e consultoria, estão ainda mais suscetíveis a esses transtornos e seus efeitos.

No início desta década, a revista norte-americana Health Magazine publicou um ranking com as profissões que mais provocam depressão. Entre elas, na 9ª colocação, encontra-se a carreira contábil.

Para Ana Maria Rossi, presidente da International Stress Management Association no país (Isma-BR), a carga de pressão, demanda e concentração exigidas na área contábil confirmam a ideiasegundo a qual essa é uma das carreiras mais estressantes e com disposição para fazer com que seus profissionais fiquem em estado depressivo.

“É algo que carece de bastante atenção, o que, por consequência, coloca o profissional em um grau diário e elevado de tensão. Isso certamente tem efeito nessa atividade profissional”, afirma.

Para tentar combater o estresse profissional, que, muitas vezes, repercute no contexto pessoal, várias são as dicas de especialistas, entre as quais se destacam:
 

 

  • Postura resiliente diante dos obstáculos, isto é, manter-se em equilíbrio;
  • Elaboração de plano de atuação profissional, com ênfase nas prioridades e no gerenciamento de tempo a ser dispendido em cada tarefa;
  • Desempenho de atividades ligadas à otimização da qualidade de vida, como a prática de esportes, por exemplo, responsável pela produção de endorfina (substância natural gerada pelo cérebro durante e após cada atividade física).

Fonte: NetSpeed