Relembre: Contador Larga a Carreira e vira Pizzaiolo

João Paulo largou a profissão de contador e se redescobriu na gastronomia (Foto: Ricardo Welbert/G1)

O que leva um profissional formado em Ciências Contábeis  a ignorar tudo o que aprendeu na faculdade e trabalhar em área completamente diferente daquela para as qual se formou? O Jornal Contábil vai contar uma dessas estórias.

João Paulo da Silva Mendonça (foto) tem 30 anos. Ele conta que a pressão da família para que escolhesse uma profissão na área de ciências exatas influenciou em uma escolha errada. Cursou ciências contábeis em Divinópolis-MG.

“Quando me formei, tentei montar um escritório de contabilidade. Uma empresa que oferecesse suporte técnico a outras empresas. Mas, não deu certo e continuei tentando trabalhar como contador. Fui contratado por uma grande empresa, onde eu era o responsável pelos lançamentos de notas e outras atividades burocráticas. Foi quando descobri que aquilo não era o que eu queria. Essa ideia de ficar a maior parte do dia sentado em um escritório é sufocante para mim. Além disso, é uma profissão pouco valorizada. A remuneração é muito baixa”, disse.

Uma oportunidade de trabalho junto com um irmão em um restaurante japonês na cidade foi divisora de águas na carreira de João Paulo. Ele aprendeu a fazer pizzas e logo foi contratado. Foi o pizzaiolo da casa por dois anos. Também foi cozinheiro durante um ano. “Nesse tempo, além do aprendizado diário na prática, fui refinando as técnicas com vários cursos. Foi quando descobri minha paixão pela culinária. Descobri que sou completamente apaixonado por isso. A alquimia da cozinha é fascinante. Hoje posso dizer que estou felizão, fazendo o que eu gosto de verdade. Costumo dizer que agora eu não trabalho, mas me divirto de forma remunerada”, destacou ele, que agora é pizzaiolo em outro restaurante.

E você, trocaria sua profissão contábil por outra? Se sente valorizado em sua profissão?

Redação Jornal Contábil e G1