eSocial Abre Um Novo Mercado de Trabalho para Profissionais da Área Trabalhista

Se o eSocial traz uma gama de novas obrigações para as empresas – com risco muito grande de autuações, abre um novo mercado de trabalho para aqueles que tenham visão de futuro, mas que queiram aproveitar imediatamente a oportunidade de se inserir neste novo mercado.

45 MICRO DECLARAÇÕES

Com o eSocial, todos os empregadores precisarão enviar ao Fisco, de forma detalhada, as informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias das suas relações de trabalho.

No Manual 2.2 do eSocial estão listadas as 45 (quarenta e cinco) micro declarações. A documentação técnica do eSocial pode ser baixada no portal www.esocial.gov.br.

NOVAS OBRIGAÇÕES COM O ESOCIAL

Só que não é apenas o eSocial que virá como mudança. Algumas novas declarações acessórias entram em vigor com o eSocial: EFD-REINF, DCTFWEB e SERO, cuja legislação ainda nem foi publicada no momento em que escrevo este artigo.

Outra declaração será atualizada, a PERD/COMP, para absorver, de maneira muito mais detalhada, as compensações previdenciárias hoje declaradas na GFIP, que será extinta.

FISCALIZAÇÕES RETROATIVAS

São muitas mudanças de uma só vez. E as empresas precisam ficar atentas para evitar problemas com o fisco, buscando desde já profissionais que estejam acompanhando tais mudanças.

Os empregadores ficarão muito mais vulneráveis a autuações e a fiscalizações retroativas aos últimos cinco anos, o que ocasionar até o fechamento de uma empresa, mesmo que o eSocial só entre em vigor em 2018.

MULTAS TRABALHISTAS DE R$ 100 MIL JÁ SÃO UMA REALIDADE

Em recentes matérias publicadas, podemos ver que as multas trabalhistas de R$ 100 mil já são uma realidade, antes mesmo do eSocial entrar em vigor. Leia algumas delas:

1)      Empregadores terão que pagar R$ 100 mil em indenizações

2)      Empresa é condenada em R$ 100 mil por desrespeito a direitos trabalhistas

3)      Empresário chinês paga R$ 100 mil de multa por violar direitos trabalhistas

4)      TRT condena empresa ao pagamento de R$ 100 mil por excesso de jornada de trabalho

GESTÃO E AUDITORIA DO ESOCIAL – NOVO MERCADO DE TRABALHO

O melhor é prevenir. E aí entra o trabalho do Auditor Trabalhista e do Gestor do eSocial, funções que podem ser exercidas por administradores, contadores e advogados, que detenham conhecimentos na área trabalhista e previdenciária para evitar autuações e minimizar o risco trabalhista de uma fiscalização futura e até mesmo reclamatórias trabalhistas.

CONHECIMENTO NECESSÁRIO

Para ser um Auditor ou Gestor do eSocial não é necessário ter curso superior – o que ajuda bastante – mas é necessário ter conhecimento elevado em eSocial e na área trabalhista e previdenciária.

Tais profissionais podem trabalhar como empregados de grandes empresas, empresas de auditoria ou consultoria, escritórios contábeis ou até mesmo de forma independente.

Se o eSocial traz uma gama de novas obrigações para as empresas – com risco muito grande de autuações, abre um novo mercado de trabalho para aqueles que tenham visão de futuro, mas que queiram aproveitar imediatamente a oportunidade de se inserir neste novo mercado.

ÁREAS QUE PRECISAM DO GESTORES E AUDITORES DO ESOCIAL

Algumas empresas já ofertam vagas para quem detenha conhecimento em eSocial, com salários bem acima do mercado. Outras – empresas de auditoria e consultoria – já estão buscando profissionais em parceria para atender a seus clientes.

Se você quiser ver uma destas vagas, CLIQUE AQUI e conheça.

As empresas de desenvolvimento de sistemas (TI) também já estão recrutando profissionais com conhecimento em eSocial, quer seja para desenvolver programas ou mesmo para a área de Suporte aos seus clientes.

Os órgãos públicos também deverão enviar informações ao eSocial. E precisam desde já de profissionais para fazer a implantação.

Em breve, os concursos públicos incluirão em seus editais os conhecimentos em eSocial, já que a Receita Federal e o Ministério do Trabalho da Previdência Social estão capitaneando o projeto.

Até professores de eSocial estão sendo recrutados para os diversos treinamentos – internos ou externos – o que já forma uma demanda crescente no mercado.

EBOOK GRATUITO – AS SETE ATIVIDADES ESSENCIAIS

E a grande oportunidade já é real. Como ainda não há no mercado profissionais com “experiência” – considerando que o eSocial ainda não entrou em vigor – é solicitado apenas “conhecimento” em eSocial.

E “conhecimento” pode ser adquirido através de leitura e treinamentos específicos sobre a Implantação do eSocial e sobre Auditoria Trabalhista e Previdenciária com foco no eSocial.

Para saber quais são as atividades essenciais ao Gestor do eSocial e Auditor Trabalhista com foco no eSocial, clique aqui e faça download do ebook gratuito “As 7 atividades essenciais do Gestor e Auditor do eSocial”.

OPORTUNIDADE ATUAL COM O ESOCIAL

Como diz o Mestre Masaharu Taniguchi, “A sorte não vem de fora. Nós próprios criamos as nossas oportunidades”.

Desejo que você aproveite esta oportunidade de crescimento e valorização profissional e ajude às empresas a se prevenirem das multas trabalhistas, que certamente aumentarão, com a entrada em vigor do eSocial.

Um abraço, fique com Deus e até breve!

Zenaide Carvalho

(*) Administradora e Contadora, pós-graduada em Auditoria e Controladoria, autora dos livros “eSocial – Guia Prático para Implantação nas Empresas e Escritórios Contábeis” e “eSocial nos Órgãos Públicos – Guia Prático para Implantação”, ministra treinamentos presenciais e online e palestras em todo o Brasil. Blog: www.zenaide.com.br

Criadora dos treinamentos online “Como Implantar o eSocial” e “Formação de Auditor Trabalhista e Previdenciário com Foco no eSocial”.

Deixe uma resposta