Glossário de Contabilidade – Os ativos da equação patrimonial

O patrimônio de uma empresa é composto de valores positivos, traduzidos em Ativos, e valores negativos, traduzidos em Passivos. Ambos são fatores indispensáveis da equação patrimonial que irá definir o Patrimônio Líquido da empresa.

Em linhas gerais, o Patrimônio Líquido é representado pela diferença entre seus ativos e seus passivos. Mas o que exatamente pode compor esses dois fatores? Para saber mais sobre o assunto e preparar melhor os seus clientes, acompanhe nossa série de posts sobre esse e outros conceitos aplicados de contabilidade.

Acompanhe o glossário e entenda melhor as noções utilizadas na rotina do escritório contábil:

Curso Analista Fiscal – Formação Completa 

Ativo

Termo básico do vocabulário contábil que expressa todo o conjunto de bens, direitos, valores, créditos e qualquer outro montante que, juntos, formam o patrimônio de uma pessoa ou empresa. No balanço patrimonial, as contas de ativo devem estar dispostas em ordem decrescente do grau de liquidez e estão divididas em dois grandes grupos: Ativo Circulante e Ativo Não Circulante.

Ativo Circulante

Todos os bens e direitos de uma empresa que podem ser convertidos em valores em um curto prazo. Exemplo: dinheiro contido em caixa, contas a receber, aplicações financeiras, estoque, despesas antecipadas, títulos, dentre outros ativos realizáveis até o final do exercício social subsequente ao do balanço.

Ativo Contingente

Representa uma possibilidade de realização condicionada a um determinado acontecimento futuro ainda incerto. Exemplo: valores discutidos em ações judiciais cuja possibilidade de êxito para a empresa é provável (e a perda remota), mas que ainda não obtiveram decisões finais favoráveis. Nesse caso, os valores em questão devem ser contabilizados na conta de Ativo Contingente quando da publicação da decisão final favorável, e não no momento da realização do ativo.

Ativo Diferido

Extinto pela Lei 11.941 de 2009, esse subgrupo representava o conjunto de despesas pré-operacionais e gastos com implementações que, eventualmente, aumentariam o resultado da empresa em mais de um exercício financeiro. Exemplo: gastos com pesquisas e desenvolvimentos, implantação de sistemas, reorganizações e reestruturações da sociedade.

Ativo Financeiro

Qualquer ativo que possa ser representado em moeda, instrumento patrimonial de outra entidade, direitos contratuais de receber dinheiro ou outro ativo financeiro de entidades, bem como direitos contratuais futuros que serão, ou poderão ser, liquidados através de instrumentos patrimoniais da própria empresa. Exemplo: o mais comum dos instrumentos patrimoniais são as ações emitidas pelas sociedades.

Ativo Fiscal Diferido

São os valores referentes a tributos recuperáveis sobre o lucro de exercícios futuros das empresas e que estão relacionados com diferenças temporárias dedutíveis e prejuízos fiscais compensáveis. Exemplo: créditos tributários.

Ativo Imobilizado

Formado pelo conjunto de bens tangíveis, ou palpáveis, indispensáveis para o funcionamento da empresa e para a manutenção de sua atividade. Exemplo: edificações, máquinas e equipamentos, custo de benfeitorias realizadas em bens arrendados ou locados.

Ativo Intangível

Ao contrário do ativo imobilizado, esse grupo compreende os ativos que não são palpáveis, ou seja, não possuem substância fisica, e representam direitos contratuais ou legais que não podem ser traduzidos em moeda. Exemplo: marcas e patentes.

Ativo Permanente

Também extinto pela Lei 11.941 de 2009, o ativo permanente representava um grupo de contas das quais faziam parte os investimentos, o ativo imobilizado, o ativo intangível e o ativo diferido. Esse grupo deixou de ser utilizado e tais contas agora integram o Ativo Não Circulante.

Ativo Não Circulante

Composto pelos direitos realizáveis a longo prazo, investimentos, bens do ativo imobilizado e pelo ativo intangível, esse grupo de contas abarca todos os bens e direitos de natureza duradoura e que são indispensáveis para o funcionamento da empresa. Exemplo: empréstimo compulsório, aplicações financeiras de longo prazo, veículos, máquinas, aluguéis, imóveis para venda.

Mesmo dominando as noções e conceitos contábeis, é indispensável que o profissional de contabilidade conte com um sistema que otimize suas atividades diárias, esteja em sintonia com as alterações da legislação e forneça um sistema integrado com as plataformas da administração pública, a fim de gerenciar prazos, a apuração de tributos e a emissão de guias de recolhimento.

http://blog.sage.com.br/gestao-contabil/glossario-de-contabilidade-os-ativos-da-equacao-patrimonial