Em atividade desde 2006, o emissor gratuito de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) disponibilizado pela Secretaria de Fazenda de São Paulo (SEFAZ – SP) está com os dias contados. A partir do dia 1º de Janeiro de 2017 o emissor será descontinuado pelo SEFAZ.

A notícia pegou diversos gestores, que ainda utilizavam o emissor, de surpresa. Chegando próximo ao prazo final para a descontinuação do emissor a grande maioria já está em busca ou já encontrou novos meios de faturar suas notas. Apesar de soar negativo, a notícia sobre o fim do emissor gratuito do ponto de vista empresarial pode sim trazer pontos benéficos para o seu negócio. Mas, como?

Fim do emissor: quais foram os motivos?

O principal motivo para o SEFAZ descontinuar o emissor foi justamente a baixa utilização dele. De acordo com os dados divulgados pelo Órgão, mais de 90% do volume de NF-e são geradas por soluções próprias ou emissores pagos.

O Emissor gratuito já não era uma forma muito recomendada para empresas que geram um grande volume de notas fiscais, visto que o processo para emissão de notas era manual e exigia do gestor o preenchimento individual nota por nota, de cada campo, o que demandava uma grande quantidade de tempo.

Automatização de processos

Como mencionado acima, um dos principais problemas em utilizar o emissor gratuito era justamente o processo para emitir notas fiscais. Apesar de não gerar custo em dinheiro, o gestor que opta por utilizá-lo acaba gastando um tempo muito maior para emitir as notas, preenchendo campos um a um, para cada nota. No fim das contas, você gastará tempo, que no ambiente empresarial se converte em dinheiro perdido também.

Uma boa ferramenta voltada para emissão de NF-e com certeza tornará esse processo de emissão de notas fiscais muito mais rápido, dinâmico e, acima de tudo, automatizado. A emissão de NF-e em grande volume nunca mais será um problema e você irá dispor de um tempo extra para avaliar oportunidades de crescimento ou outras questões que exijam mais atenção no seu negócio.

Aproveite a mudança para melhorar a gestão empresarial

Outra possibilidade positiva que pode ser aproveitada na descontinuação do emissor gratuito é de melhorar consideravelmente a gestão empresarial do seu negócio em outros aspectos além da emissão de notas fiscais, como? Através de um sistema de gestão empresarial que ofereça, além do módulo de NFs, funcionalidades para fluxo de caixa, estoque e relatórios por exemplo.

Já que você será “obrigado” a utilizar um emissor alternativo, porque não buscar uma solução para incrementar também outros processos dentro do seu negócio que não são tá eficazes? Você ainda utiliza planilhas para fazer o controle de entrada e saídas de mercadorias? Ou precisa preencher manualmente dados de contas a receber? Uma boa ferramenta de gestão pode fazer esses processos de gerenciamento muito mais eficazes e precisos.

Com o gerenciamento empresarial mais automatizado, o volume de informações sobre seus produtos ou saúde financeira do seu negócio também será maior. Sem contar que a automatização também diminui de forma significativa o número de erros causados por inserções manuais. É um maior controle para você e informações mais precisas para tomadas de decisões mais assertivas.

Deixe uma resposta