O que pode acontecer com a minha empresa sem um contador?

O Brasil é um país de alta carga tributária – a maior carga entre os países da América Latina. Os brasileiros pagam cerca de 33% do tamanho da economia em taxas e impostos. Como se isso não fosse o bastante para complicar a vida do empreendedor, o processo de abertura de empresas no Brasil pode ser demorado e custoso.

Assim, o empresário ao dar início ao seu negócio tem o desafio de encarar uma alta carga de impostos e muita burocracia. Some-se a isso todos os demais desafios inerentes à aventura de empreender, o que inclui como conseguir entregar produtos e serviços a preços que o consumidor está disposto a pagar ou aumentar sua margem de lucro sem perder sua qualidade.

Diante dos altos gastos e desafios iniciais para fazer um negócio funcionar, existem muitos empresários que simplesmente optam por não contratar um contador ou um escritório de contabilidade para sua empresa. Mas será que isso realmente vale a pena? Quais são os possíveis impactos desse tipo de decisão em um negócio? Para responder a essas e outras perguntas, confira nosso post.

Ter um contador é obrigatório?

Não se pode dizer que uma empresa é, necessariamente, obrigada a ter um contador. Pela lei, não existe uma obrigação legal de possuir um profissional contratado, seja dentro de sua empresa ou seja através de uma empresa prestadora desse serviço. No entanto, o contador é o profissional qualificado e habilitado a fazer o cálculo dos seus impostos e acompanhar todas as obrigações tributárias de sua empresa para que ela permaneça debaixo da lei.

A contabilidade é um serviço obrigatório de toda empresa. Requer um conhecimento técnico e específico que outro profissional (que não é um contador) dificilmente terá. Além disso, somente o contador devidamente registrado no conselho de classe pode assinar alguns documentos contábeis que possuem entrega obrigatória, como balanços e balancetes. Sem a assinatura de um contador autorizado, portanto, parte das obrigações fiscais de uma empresa não poderá ser entregue.

Todas as empresas tem uma série de obrigações fiscais e contábeis a cumprir que em dado momento vão requerer um contador. Apenas a modalidade MEI (Microempreendedor individual) não precisa de um contador autorizado – o próprio empreendedor poderá fazer sua contabilidade e é isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). O MEI paga somente uma mensalidade fixa de R$ 45,00 (comércio ou indústria), R$ 49,00 (prestação de serviços) ou R$ 50,00 (comércio e serviços). Esse valor é destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS.

Mas voltando a questão principal: você sabe o que pode acontecer à sua empresa se ela ficar sem um contador?

Inadimplência passível de punição

Se você não tem uma pessoa ou uma empresa específica acompanhando os tributos que sua empresa precisa pagar e as entregas fiscais e contábeis que sua empresa precisa fazer, você tem grandes chances de deixar algo pendente. O Brasil possui um sistema tributário complexo. Quando não há um especialista tocando essa área, impostos e tributos facilmente podem passar despercebidos.

Essas pendências podem colocar seu negócio em situação irregular com os órgãos públicos. Uma eventual irregularidade poderá impedir sua empresa de obter crédito, de participar de licitações, de obter certidões negativas para situações em que forem solicitadas e poderá, inclusive, gerar multas pesadas.

Falta de acompanhamento financeiro

Um grande benefício da contabilidade é o acompanhamento financeiro da empresa. Com os dados devidamente contabilizados, você poderá analisar a situação financeira da empresa, prever tendências, riscos e oportunidades. Com uma contabilidade bem feita, você pode avaliar o momento certo para um determinado investimento ou o momento de economizar.

Sem um acompanhamento financeiro, sua empresa poderá se endividar. O controle das finanças permite que você analise qual é o cenário financeiro de sua empresa, o que dá mais lucro, quais gastos podem ser cortados, quais custos diminuídos e muito mais.

Concluindo: não fique sem um contador. Sabemos que pode ser complicado para quem está começando – ou até mesmo para os empreendedores experientes – destinar um valor mensal para a contabilidade. No entanto, entenda que não é um gasto, mas um investimento. À medida que os serviços contábeis são bem prestados, sua empresa transmite credibilidade, se abre a oportunidades e evita uma série de problemas.

Fonte: Osayk

Deixe uma resposta