Possui dificuldades para entender o extrato de sua declaração do IR?

Até 15 de dezembro, a Receita Federal ainda vai liberar quatro lotes de restituição do Imposto de Renda 2016 e de declarações de 2008 a 2015 que caíram na malha fina.

Se ainda aguarda a sua, pode acessar a página da Receita na internet para consultar a situação da sua declaração. Não entende o que significa a mensagem que aparece no seu extrato? Explicamos a seguir:

 Em processamento

A declaração foi recebida, mas o processamento ainda não foi concluído.
 

 
Em fila de restituição
O documento foi processado, mas o valor ainda não foi disponibilizado no banco. Para receber a restituição, o contribuinte não pode ter pendências de débitos na Receita Federal ou na Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

Processada
A declaração foi recebida e teve seu processamento concluído. Isso, no entanto, não significa que o resultado tenha sido homologado. Ele pode ser revisto em até cinco anos.

Com pendências
Durante o processamento da declaração, a Receita encontrou pendências de informações. O contribuinte deve regularizá-las.

Em análise
A declaração foi recebida e está na base de dados da Receita, que aguarda a apresentação dos documentos solicitados ao contribuinte ou ainda não terminou a análise dos documentos entregues.

Retificada
A declaração anterior foi substituída integralmente pela declaração retificadora apresentada pelo contribuinte.

Cancelada
A declaração foi cancelada por decisão da Receita ou solicitação do contribuinte.

Tratamento manual
A declaração está sendo analisada e o contribuinte deve aguardar uma correspondência da Receita.

Como consultar se sua declaração foi liberada

Para saber se a sua declaração foi liberada, basta acessar a página da Receita na Internet e informar o CPF e o ano da declaração que você deseja consultar. Extratos de declarações dos anos de 2008 a 2015 que estavam na malha fina também podem ser consultados.
 

 
A página informará se a sua restituição será liberada no próximo lote ou se a declaração ainda está na base de dados da Receita Federal, o que significa que a sua restituição deve ficar para os próximos lotes.

O contribuinte também pode checar se a sua declaração será liberada ao ligar para o Receitafone, pelo número 146, ou ao acessar o aplicativo da Receita para tablets e smartphones (disponível para iOs e Android).

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da internet, por meio Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no portal e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado em sua conta corrente, o contribuinte poderá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento, por meio do telefone 4004-0001 (capitais) e 0800-729-0001 (demais localidades) para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Veja o calendário de lotes que ainda faltam

Lote Data
15 de setembro
17 de outubro
16 de novembro
15 de dezembro

 

Matéria: Exame