Qual o perfil do contador que ganha bem?

Contabilidade dá dinheiro, mas ganhar dinheiro não é nada fácil, dá muito, muito trabalho. Normalmente, o profissional da área contábil tem um perfil diferenciado, é concentrado, focado, responsável e deve ser muito estudioso, pois a legislação brasileira muda muito rapidamente. Não é possível determinar qual a remuneração máxima para o profissional da área contábil, mas é possível afirmar que ela será condizente com o seu conhecimento, esforço e dedicação. Pode-se até citar alguns exemplos para que sirvam de referência. O controller de uma grande empresa pode receber uma remuneração em torno de R$ 12 mil por mês, já um empresário contábil cerca de R$ 10 mil a R$ 15 mil. O salário de um auditor fiscal está em torno de R$ 15 mil.
 

 
Existem empresas contábeis no Brasil com mais de 300 funcionários, o que mostra a força do setor.

Sem dúvida, a profissão de contador pode ser muito bem remunerada, mas a alta remuneração é condizente com a responsabilidade que ele deve ter e com o nível de confiança que os empresários depositam nas informações prestadas por este profissional. A remuneração do profissional da Contabilidade está intimamente ligada ao nível de conhecimento que ele demonstra, por isso, estudar sempre, procurar sempre se atualizar sobre as alterações que ocorrem na legislação tributária e nos pronunciamentos técnicos da área, dominar os conhecimentos de gestão de pessoas, administração de serviços, informática e manter um bom relacionamento com os clientes internos e externos são essenciais para garantir a remuneração que se busca.
 

 
O contador que desenvolve seu trabalho com foco gerencial, buscando subsidiar a alta gestão da empresa com informações que auxiliem no processo de tomada de decisão, normalmente tem remuneração maior do que aquele que prefere desenvolver apenas trabalhos burocráticos. Isso, independentemente de ser proprietário ou funcionário da empresa e até mesmo consultor.

Muitas são as áreas em que o contador pode atuar, desde o setor público, por meio de concursos, controller, gestor de custos, patrimonial, auditoria, perícia, organizações do terceiro setor, empresário de consultoria e assessoria, escritório de contabilidade, entre outras. Todas essas áreas apresentam remunerações diferentes e características de trabalho igualmente diferentes. (Redação Jornal Contábil e FSG (Faculdade da Serra Gaúcha)

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.