Mesmo com uma perspectiva de contratação ‘modesta’ para 2017, alguns profissionais estão entre os mais buscados pelo mercado do início deste ano.

Curso Empresário Contábil com Academia Sage

Como reflexo do momento do econômico do país, o mercado de trabalho também passa por ajustes no quadro organizacional buscando ganhos de produtividade e, com isso, posições ligadas à questão da eficiência operacional têm maior procura neste momento. As empresas precisam melhorar sua rentabilidade e isto reflete diretamente na contratação de cargos mais estratégicos.

Confira abaixo as 9 profissões listadas:

Analista e coordenador de departamento pessoal (Foto: G1)

Áreas de atuação: Recursos humanos
Percentual de aumento: 40%
O que faz: Responsável por toda a parte da administração de pessoal da empresa como folha de pagamento, encargos anuais, benefícios, relações trabalhistas, admissões e demissões, além de homologações e outras atividades administrativas. É uma posição importante para sanar dúvidas de funcionários sobre holerites, pagamentos e benefícios, funcionando como atendimento interno.
Motivos para o aumento: Nota-se uma forte mudança na expectativa do perfil deste profissional que, durante muitos anos, ocupou uma posição mais técnico- administrativo. As empresas passaram a dar maior importância para profissionais com maior capacidade de interlocução com as demais áreas da empresa e influência estratégica. A parte comportamental passou a ter grande relevância, especialmente nos casos de gestão de equipes, processos de folha pagamento e atendimento aos funcionários.


Analista de trade marketing (Foto: G1)

Áreas de atuação: Vendas e marketing
Percentual de aumento: 30%
O que faz: Cuida da divulgação da marca nos pontos de vendas, exposição dos produtos da empresa, negociações com varejistas para combo de compras e análises de vendas. Essa área é parceira do setor de vendas: enquanto a área de vendas tem a responsabilidade de fazer o sell in (venda dos produtos para os varejos), fica a cargo da área de trade o sell out (venda para o consumidor final a partir dos varejistas).
Motivos para o aumento: 2016 foi um ano difícil para o varejo e para a indústria em geral. É comum que se veja um movimento de investimento na área que tem a maior influência nas vendas diretas para o consumidor. Com isso, as indústrias buscam influenciar de forma mais precisa a venda de seus produtos e promover campanhas que atraiam mais seus consumidores.


Desenvolvedor mobile (Foto: G1)

Áreas de atuação: Agências, startup
Percentual de aumento: 40%
O que faz: Desenvolve aplicativos para smartphones.
Motivos para o aumento: A procura crescente por essa plataforma reflete na demanda por profissionais especializados no assunto. Estima-se que neste ano serão investidos cerca de US$ 38 bilhões em aplicativos, o que aumenta a demanda por profissionais capacitados dentro dessa área.


Executivo de vendas TI (Foto: G1)

Áreas de atuação: Vendas para os mercados de TI (software) e mídias digitais/ web e mobile (celular)
Percentual de aumento: 20%
O que faz: Venda de softwares que agregam soluções de negócios para o mercado e venda de aplicativos e propaganda online (via internet e celular).
Motivos para o aumento: Há uma retomada do mercado por softwares, principalmente os que estão ligados diretamente à melhoria operacional e redução de custos. Em relação a aplicativos e propaganda on-line, a tendência é positiva pois esse tipo de canal vem ganhando cada vez mais usuários.


Analista de big data (Foto: G1)

Áreas de atuação: Tecnologia da informação – bancos, companhias aéreas, operadoras de telefonia, serviços de busca on-line e redes varejistas.
Percentual de aumento: 50%
O que faz: Processamento de grandes volumes de dados, análise dos dados, geração de relatórios, contato com Data Warehouse e banco de dados.
Motivos para o aumento: O big data vem sendo mais utilizado pelas empresas brasileiras como forma de entender melhor os clientes, explorar os dados internos e construir um confiável banco. Pesquisas indicam que três entre quatro empresas estão a caminho de iniciar sua atuação na área.


Engenheiro de processos (Foto: G1)

Áreas de atuação: Indústria
Percentual de alta: 30%
O que faz: Foco em melhorias de processo dentro das empresas, análise de indicadores de produtividade relacionados a pessoas, linha de produção e redução de custos.
Motivos para a alta: A melhoria de processos e eficiência de produtividade procurada constantemente pelas empresas, ainda mais evidente em momentos de instabilidade econômica, tornou o engenheiro de processos uma peça importante no quadro das empresas.


Especialista de logística (Foto: G1)

Áreas de atuação: Varejo, indústria ou serviços
Percentual de aumento: 40%
O que faz: Profissional com foco em malha logística. Voltado à distribuição, estudos e análises de malha e melhoria de processos, otimização de rota. Orientado à redução de custos de logística, otimização de processos e melhoria de serviço.
Motivos para o aumento: Empresas têm procurado reduzir custos e melhorar  todos os processos. A área logística, muitas vezes, pode compor até 50% do custo da empresa e trazer resultados de redução, alterando significativamente a margem e o custo final da empresa.


Analista de planejamento financeiro (Foto: G1)

Áreas de atuação: Indústria e comércio
Percentual de aumento: 20%
O que faz: Tem como principal responsabilidade o processo orçamentário, o acompanhamento dos resultados da empresa e as análises de desempenho do negócio. Responsável por estudar o cenário econômico, realizar o planejamento orçamentária da empresa, acompanhar e controlar os resultados alcançados.
Motivos para o aumento: As dificuldades de precisão no cenário econômico, aliada às dificuldades das empresas em prever seus resultados, contribuem para esse profissional seguir em alta no mercado. A necessidade de controles, indicadores e informações passam a ser cada vez mais importante para os tomadores de decisão, fazendo o trabalho desse profissional ainda mais relevante.


Analista contábil (Foto: G1)

Áreas de atuação: Rotinas contábeis das empresas
Percentual de aumento: 10%
O que faz: Responsável por classificações, conciliações, apurações de tributos, entrega de obrigações acessórias, análises e elaboração do balanço, produções de relatórios para a matriz.
Motivos para o aumento: Segue sendo um das vagas com maior procura, principalmente pela baixa qualificação dos profissionais, falta de fluência em uma segunda língua e momento de “maturação” da área, que vem se mostrando cada vez mais estratégica nos últimos anos e apresentando salários mais inflacionados para atrair bons profissionais.

 

Busca de Vagas  
cargo, palavra-chave, nome da empresa, local

empregos via Indeed

Deixe uma resposta