John Davison Rockefeller (Richford, 8 de julho de 1839 – Ormond Beach, 23 de maio de 1937) foi um Contador, investidor, empresário e filantropo americano.

Rockefeller revolucionou o setor do petróleo e definiu a estrutura moderna da filantropia. Em 1870, fundou a Standard Oil Company e a comandou agressivamente até sua aposentadoria oficial em 1897. A Standard Oil começou com uma parceria em Ohio de John com seu irmão, William Rockefeller, Henry Fagler, Jabez Bostwick, o químico Samuel Andrews e Stephen V. Harkness. Como a importância do querosene e da gasolina estava em alta, a riqueza de Rockefeller cresceu e ele se tornou o homem mais rico do mundo e o primeiro americano a ter mais de um bilhão de dólares. Em 1937 (ano de sua morte) sua fortuna foi avaliada em 1,4 bilhão de dólares. Ajustando sua fortuna da época à inflação, é o homem mais rico da história, com cerca de 663 bilhões de dólares em 2015 (2.519.4 trilhões de reais – cotação do dólar em 10 de novembro de 2015).

Rockefeller passou seus últimos 40 anos de vida como aposentado. Sua fortuna foi usada para criar um moderno e sistemático estilo de filantropia, com fundações que tiveram grande efeito na medicina, educação e pesquisas científicas.

Contador
Em setembro de 1855, com dezesseis anos, conseguiu seu primeiro emprego como assistente de escritório, trabalhando numa pequena firma chamada Hewitt & Tuttle. Trabalhava longas horas com prazer e aprendeu “todos os métodos e sistemas de escritório”. Aprendeu o cálculo de custos de transporte, que lhe serviram mais tarde. O salário total de seus primeiros três meses de salário foi de US$50. Já era adepto da filantropia, doando 6% do que ganhava à caridade, aumentando para 10% aos vinte anos.

Parcerias de negócios
Em 1859, Rockefeller entrou num negócio com seu parceiro Maurice B. Clark com US$4 mil de capital. Tornou-se rapidamente um homem de negócios, ganhando dinheiro a cada ano que passava[19] . Após o atacado de alimentos, os parceiros construíram uma refinaria de petróleo em 1863 em “The Flats”, na área industrial de Cleveland. A refinaria pertencera a Andrews, Clark e Companhia, composta por Clark & Rockefeller, pelo químico Samuel Andrews e pelos dois irmãos de Clark. O óleo de baleia se tornara muito caro para a população e era necessário um combustível mais barato para a iluminação.

Enquanto seu irmão Frank lutava na Guerra Civil, Rockefeller cuidava de seu negócio e contratava soldados substitutos. Deu dinheiro para a causa da União, como muitos ricos, para fugir do combate. Em fevereiro de 1865, no que mais tarde foi descrito pelo historiador do setor do petróleo Daniel Yergin como uma “situação crítica”, Rockefeller comprou a parte dos irmãos Clark por US$72.500 e estabeleceu a firma Rockefeller & Andrews. Rockefeller disse: “Esse é o dia que determinará a minha carreira”. Estava bem posicionado para tirar vantagem do pós-guerra e a grande expansão do oeste o favoreceria, fomentado pelo crescimento das ferrovias e a economia movida a petróleo. Fez grandes empréstimos, reinvestiu lucros, adaptou‐se rapidamente às mudanças do mercado e colocou observadores em campo para acompanhar a rápida expansão do setor. (Redação do Jornal Contábil)

Quer saber mais acesse: https://pt.wikipedia.org/wiki/John_Davison_Rockefeller

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.