10 dicas para progredir e manter a sua MEI regularizada

Para que a sua empresa fique em dia e organizada, é necessário prestar atenção em algumas obrigações. Nós sabemos que às vezes se torna um pouco complicado manter tudo em dia, afinal, como empreendedor você possui uma rotina apertada.

Deu a louca na Ensino Contábil, cursos de 80 a 110 reais (Saiba Mais)

Por este motivo nós organizamos essas 10 dicas que vão clarear o seu caminho e permitir que você fique 100% atento ao que a sua empresa precisa.

  • Realizar o pagamento do DAS: Não adianta tentar fugir. O DAS é uma guia constituída pelos impostos que o MEI deve pagar obrigatoriamente. O pagamento desta guia deve ser feito todos os meses até o dia 20, independente do MEI ter tido ou não ter tido rendimentos. O atraso do DAS implica em multas e juros, mas principalmente, pode acarretar no cancelamento do CCM (Cadastro Mobiliário).
  • Enviar a Declaração Anual: A Declaração Anual é uma das principais obrigações do MEI. Nela são informados os rendimentos que a empresa obteve em determinado ano. A entrega desta declaração deve ser feita até 31 de Maio de cada ano, e caso o empreendedor não realize a sua entrega, será gerada uma multa de aproximadamente R$ 30. Vale lembrar que essa declaração deve ser entregue independente do faturamento que o MEI obtiver.
  • Emitir notas fiscais: O MEI não é obrigado a emitir notas fiscais para pessoa física, mas deve emitir notas fiscais sempre que realizar uma venda ou prestar um serviço para uma pessoa jurídica. Muitas empresas optam por contratar empreendedores que emitam notas fiscais, então é importante que a sua empresa esteja regularizada para realizar a emissão das notas. Para emitir notas fiscais é necessário ter uma senha web ou certificado digital.
  • Gerar a CND periodicamente: As Certidões Negativas de Débitos são um conjunto de documentos emitidos por órgãos públicos que comprovam que a empresa não possui débitos ou pendências em âmbito municipal, estadual ou federal. Existem diversas CNDs que podem ser geradas mês a mês, e uma delas é referente aos débitos ligados à Receita Federal (Certidão de Débitos Relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União).
  • Cadastrar uma conta jurídica: Para que a sua empresa fique bem organizada é necessário que você consiga identificar o quanto o seu negócio está faturando e gastando, afinal, você precisa lucrar. Mas para que essa organização aconteça é importante que você nunca (nunca mesmo) misture os lançamentos da sua empresa com os seus lançamentos pessoais, porque se isso acontecer você vai se perder entre números.
  • Organizar suas vendas e custos: Ter na ponta do lápis quais são as suas despesas recorrentes e as vendas que a sua empresa realiza é importante para que você saiba quais caminhos o seu negócio está tomando. No Qipu você pode registrar as suas vendas e despesas em poucos cliques. Dessa forma você consegue visualizar gráficos que mostram de forma detalha quais lançamentos a sua empresa está tendo mês a mês.
  • Mensurar gastos e lucros: Uma das regras gerais para conseguir um negócio bem sucedido é saber mensurar quanto você está lucrando e gastando. Será que os gastos que você tem realmente são imprescindíveis para que a sua empresa continue ativa? Para que tudo dê certo você precisa avaliar se está gastando mais do que está gerando.
  • Criar uma relação com os clientes: Ter um bom relacionamento com os seus clientes é a chave para um negócio bem sucedido, afinal, zero de clientes representa zero de lucros. É muito importante que você crie maneiras de encontrar o seu público-alvo e conseguir se comunicar com ele da melhor forma. Pesquise, estude e busque estratégias para que os seus possíveis clientes saibam onde encontrar a sua empresa.
  • Avaliar oportunidades: O mercado está em constante mudança. Isso porque ele se baseia na tecnologia do momento, em nossa cultura, política, economia, fatores ambientais e dados demográficos. Talvez o que funcionava há dois anos não vai funcionar agora ou no futuro, e você precisa saber de tudo isso se quiser marcar presença com o seu negócio.
  • Ter um serviço contábil focado na sua empresa: Como empreendedor você precisa focar em meios de progredir com a sua empresa, e perder tempo se preocupando com obrigações contábeis pode te atrapalhar. Assim, apesar do MEI não ser obrigado a ter um serviço de contabilidade, é interessante que você conte com um serviço contábil para te auxiliar sempre que necessário.

Via Qipu

Comente

Comentários

Deixe uma resposta