10 segredos para se tornar um bom chefe em 2015

0
35


Um bom relacionamento entre chefes e empregados é fundamental no ambiente de trabalho, onde deve ser construída uma forte relação de confiança entre a equipe. E é exatamente essa relação que possibilita o alcance do sucesso profissional.

 

Confira a seguir as 10 principais características de um bom chefe, de acordo com um especialista em relacionamentos:

 

1 – Acompanhe os seus funcionários

Um bom chefe é aquele que caminha lado a lado com sua equipe, garantindo que os funcionários estejam sempre no caminho certo.

 

2 – Reconheça as habilidades da sua equipe

Saiba reconhecer os principais talentos e habilidades em cada um de seus funcionários. Procure descobrir quais são as suas ambições e quais as atividades ele mais aprecia. Assim, você mostra que conhece as pessoas com quem trabalha.

 

3 – Admita os seus erros

Ao invés de transferir a culpa a um outro funcionário, saiba admitir as suas próprias falhas à equipe.

 

4 – Seja amigável

Procure ser atencioso e amigável com a equipe, ajudando-a a resolver os problemas pendentes.

 

5 – Comunique-se

Procure ter uma comunicação eficaz com os funcionários. Esteja certo de que a sua explicação foi clara, pois isso evita o surgimento de problemas futuros.

 

 

6 – Evite reuniões desnecessárias

Faça reuniões somente quando necessário. Saber a hora certa para realizar meetings otimiza o tempo e a produtividade da equipe.

 

 

7 – Mantenha o foco nas pequenas conquistas

Valorize as pequenas conquistas. Isso encoraja a equipe a mover-se em direção às principais metas da empresa.

 

 

8 – Saiba ouvir

Saiba ouvir diferentes opiniões, sem interrompê-las. Esteja aberto para escutar as sugestões dos seus colegas, mesmo que elas contrariem o seu ponto de vista.

 

 

9 – Dê um feedback imediato

Um bom chefe dá um feedback imediato tanto dos acertos, quanto dos erros cometidos pela sua equipe. Não espere até a avaliação de desempenho para dar a sua opinião

 

 

10 – Seja flexível

Em caso de problemas pessoais, de ordem familiar ou de saúde, por exemplo, permita uma maior flexibilidade para que o funcionário tenha tempo para resolvê-los. Isso mostra que você se preocupa com o bem-estar da sua equipe, e fará com que você seja mais valorizado por ela.

 

Fonte: Universia Brasil

 

[useful_banner_manager banners=5 count=1]