O INSS começará a antecipar o pagamento do 13º previdenciário concedido anualmente para aposentados e pensionistas à partir de 2021. A medida que permitiu a alteração foi anunciada por meio de decreto em julho.

Neste ano de 2020 o 13º salário foi adiantado devido a pandemia causa pelo novo coronavírus. Este ano os repasses foram feitos entre os meses de abril e junho. Contudo, com a nova decisão esse modelo de pagamento se estendera para os próximos anos, onde não será necessário que o Governo Federal anuncie o adiantamento.

Entretanto é bom que os segurados do INSS fiquem atentos nos rendimentos, é o que aconselham especialistas do ramo previdenciário. Os segurados que estão acostumados com o pagamento no final do ano precisam se alertar sobre o recebimento antecipado e evitar complicações financeiras.

Antecipação do 13º de aposentados e pensionistas

Através do Decreto Nº 10.410, a quitação da primeira parcela do 13º para 2021 está prevista para o mês de agosto. Antes do decreto em conformidade com o calendário anual do INSS, as parcelas deveriam ser quitadas no final do ano, embora era comum que a primeira parte fosse antecipada em algumas situações no mês de agosto.

De acordo com o Decreto Nº 10.410, em 2021 já está prevista a quitação da primeira parcela do 13º para agosto. Anteriormente, conforme o calendário anual do INSS, as parcelas deveriam ser quitadas no final do ano, embora fosse comum que a primeira parte fosse antecipada para o mês de agosto em algumas situações.

As datas de pagamento do ano que vem devem ser estabelecidas e divulgadas até o fim de 2020. Comumente os pagamentos são feitos entre os primeiros cinco dias úteis do respectivo mês do cronograma.