1ª parcela do Auxílio Emergencial valor de março com valor maior

0

Na última terça-feira, o governador do Piauí, Wellington Dias, informou que o Congresso estuda compensar a falta do auxílio emergencial nos meses de janeiro e fevereiro liberando uma parcela de valor maior. A fala ocorreu após reunião com Arthur Lira (PP-AL) presidente da Câmara dos Deputados.

Para o governador do Piauí, houve uma lacuna entre os pagamentos de janeiro e fevereiro, onde o objetivo é ampliar o valor da primeira parcela assim que a medida for liberada. Vale lembrar que a equipe econômica do governo está trabalhando com a hipótese de quatro parcelas no valor de R$ 250.

A definição de regras, valores, quantidade de parcelas vão ser definidas por meio de Medida Provisória que ocorrerá após a aprovação da PEC Emergencial que autoriza os gastos fora do orçamento com o Auxílio Emergencial.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Saque do auxílio emergencial / Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

PEC Aprovada pelo Senado

O Senado aprovou nesta quarta-feira (3) em 1º turno a proposta de emenda à Constituição conhecida como PEC Emergencial.

A proposta prevê uma série de medidas que podem ser adotadas em caso de descumprimento do teto de gastos, regra que limita o aumento dos gastos da União à inflação do ano anterior. O texto também viabiliza a retomada do auxílio emergencial.

Em um primeiro momento da sessão, os senadores aprovaram o texto-base por 62 votos a 16. Depois, passaram à análise dos destaques, que visavam modificar o conteúdo. Todos foram rejeitados, incluindo um do PT, que definia em R$ 600 o valor do auxílio.