22,6 milhões de pessoas são excluídas do Auxílio Emergencial 2021

0

O auxílio emergencial 2021, terá seus pagamentos liberados a partir de abril, serão quatro parcelas com valores de R$ 150, 250 e R$ 375, que dependerá da composição familiar.

O montante será destinado a 45,6 milhões de pessoas, e conta com um orçamento de R$ 42 bilhões, sendo R$ 23,4 bilhões destinados aos inscritos em plataformas digitais da Caixa, R$ 6,5 bilhões para os integrantes do Cadastro Único do governo federal e o restante, R$ 12,7 bilhões, destinado aos inscritos no Bolsa Família.

Com relação a projeção de 45,6 milhões de beneficiários, soma-se que cerca de 22,6 milhões de pessoas estarão de fora da nova rodada de pagamentos em comparação aos 68,2 milhões de pessoas que receberam o benefício de R$ 600 em 2020.

Quanto vou receber?

Para saber qual será o valor que você terá direito basta verificar o seu núcleo famíliar, onde:

  • Pessoas que moram sozinhas vão receber: R$ 150
  • Famílias com mais de uma pessoa e que não são chefiadas por mulheres: R$ 250
  • Famílias em que a mulher é a provedora do lar: R$ 375
auxilio emergencial

Quem vai receber?

Vai receber as novas parcelas do auxílio emergencial os trabalhadores informais com renda de até meio salário mínimo, ou seja (R$ 550), por pessoa ou renda familiar total de até três salários mínimos (R$ 3.300).

Além disso também será necessário cumprir o critério de rendimento tributável máximo de R$ 28.559,70 em 2019 e de patrimônio máximo de R$ 300 mil, além de já ter recebido o auxílio emergencial em 2020.

Quem não poderá receber?

Não têm direito, segundo o governo:

  • trabalhadores formais, com carteira assinada
  • quem recebe benefício do INSS ou de programa de transferência de renda federal
  • quem recebeu o auxílio em 2020, mas não sacou nem usou o dinheiro
  • quem estiver com auxílio emergencial 2020 cancelado no momento da análise cadastral do novo auxílio
  • residentes médicos, multiprofissionais, beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares
  • pessoas com menos de 18 anos, exceto mães adolescentes
  • presidiários
  • quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019
  • quem tinha em 31 de dezembro de 2019 a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil
  • quem recebeu em 2019 rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superior a R$ 40 mil

Como consigo o auxílio, posso me cadastrar?

Não! Não é possível se cadastrar, a nova rodada de pagamentos será destinada aos mesmos beneficiários que receberam o auxílio no ano passado, contudo, desde que se enquadrem nas regras do programa.

Como será o pagamento?

O governo deve depositar o dinheiro nas contas digitais gratuitas abertas pela Caixa em nome dos beneficiários do auxílio no ano passado.

Ainda não foi divulgado o calendário de pagamento, mas ele deve começar apenas em abril.

Quantas pessoas vão receber?

Serão pagos R$ 43 bilhões para 45,6 milhões de pessoas:

  • 28.624.776 pessoas que já estão nos cadastros da Caixa (R$ 23,4 bilhões)
  • 6.301.073 pessoas que estão no Cadastro Único do governo federal (R$ 6,5 bilhões)
  • 10.697.777 de beneficiários do Bolsa Família (R$ 12,7 bilhões)