3 atitudes para sair do cheque especial sem dívidas

Com uma das taxas de juros mais altas do mercado, o cheque especial compromete a saúde financeira e a saúde emocional.

0

O cheque especial é uma modalidade de crédito muito conhecida no Brasil.

Trata-se de um crédito disponível e pré-aprovado na conta corrente em algumas instituições financeiras, cujo uso gera encargos ao titular.

Fácil de retirar e usar, o cheque especial chega a ser uma tentação para muitos brasileiros.

No entanto, a escolha gera consequências.

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, realizada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), sete em cada dez brasileiros estão endividados devido ao cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e outros, conforme dados de abril de 2020.

Há diversas opções de crédito no mercado financeiro com taxas de juros mais baixas, como o empréstimo consignado, o cartão consignado, o empréstimo com garantia e outros.

Mas, com uma das taxas de juros mais altas do mercado, o cheque especial provoca além do comprometido da saúde financeira, também a saúde emocional; afinal, todo dinheiro que cai na conta, a instituição recolhe para o pagamento da dívida.

Para sair dessa bola de neve, algumas atitudes precisam ser tomadas, veja: 

Designed by @freepik / freepik
Designed by @freepik / freepik

Organize-se financeiramente. O primeiro passo é fazer um levantamento de tudo o que entra e o que sai no orçamento familiar.

Entender quais são os principais gastos e aqueles que podem ser revistos e cortados é o melhor caminho para encaixar seu estilo de vida na sua realidade financeira.

Ao identificar gargalos, comece a cortar tudo o que está levando seu dinheiro embora de forma desnecessária. 

Faça renda extra. Ao identificar que o dinheiro que entra no mês não está sendo suficiente, além de cortar gastos, é muito importante começar a fazer renda extra.

Avalie alguns bens que você tem e já não usa com tanta frequência, como vídeo game, roupas, livros e até veículos.

Colocar essas coisas à venda pode gerar uma receita que ajudará a colocar a vida financeira em ordem. 

Cubra o valor do cheque especial. Entendendo sua realidade financeira e com um valor extra para organizar as finanças, é hora de cobrir definitivamente o valor em aberto do cheque especial.

Para isso, pode-se depositar ou transferir o valor para sua conta corrente, ou entrar em contato com o gerente do banco para negociar a dívida, caso não possa cobrir tudo de uma vez.

Solicitar que essa opção não esteja mais disponível na conta também é uma forma de evitar dores de cabeça no futuro.