4 carreiras na área tributária para investir durante a crise, confira!

Os últimos anos não foram anos fáceis para ninguém, principalmente no que concerne ao mercado de trabalho. Contudo, os anos de crise podem ser muito vantajosos para algumas carreiras e as áreas de direito e tributação são algumas delas. Afinal de contas, após tantos escândalos envolvendo grandes empresas, tanto públicas quanto privadas, o controle de processos financeiros e tributários serão prioridade na busca de boa governança corporativa e transparência nos processos de gestão.

Pensando nisso, separamos uma lista com 4 carreiras que têm tudo para decolar. Vamos a elas!

1) Profissional de Planejamento Tributário

Profissional responsável pela execução do planejamento tributário, identificando oportunidades e evitando riscos e gastos desnecessários. Busca a redução de impostos e um cenário de incertezas econômicas demanda olha analítico e estratégico com foco no planejamento de tributos e finanças.

Formação Necessária: Direito com especialização ou pós-graduação em direito tributário. O MBA em controladoria torna-se cada vez mais importante nas demandas desse profissional, pois é costume na maioria das empresas que área fiscal atenda a área.

2) Gerente Tributário

Como já mencionamos, o sistema tributário brasileiro é extremamente complexo e, diante de uma crise, tal profissional pode trazer oportunidades e ganhos econômicos. É Responsável pela gerência de declarações tributárias das corporações, esse profissional de otimizar os processos de pagamento de impostos, além de negociar com órgãos governamentais orientando a empresa em assuntos de natureza fiscal.

Formação necessária: Ciências contábeis, administração, economia ou direito. É desejável possuir pós-graduação em cursos da área contábil, além de proficiência em inglês.

3) Advogado Tributarista

Como a matriz tributária no Brasil é extremamente complexa, trata-se de profissional fundamental em todas as corporações, principalmente em tempos de crise, pois atua na redução da carga de impostos, agindo como uma ponte entre governo e empresas. Tem o papel de defensor em processos administrativos e judiciais através de consultas que visam esclarecer o cumprimento das obrigações tributárias. Além disso, é responsável pelo planejamento tributário, visando a redução fiscal e trabalhando em parceria com a equipe fiscal em fusões e aquisições de empresas.

Formação Necessária: Direito, com especialização e/ou mestrado na área tributária. Caso atue com contencioso, é importante possuir alguma especialização em processo civil. Já os que atuam como consultores, devem possuir formação contábil e inglês fluente para um perfil diferenciado.

4) Controller

Com a atual situação econômica, faz-se necessário maior acompanhamento das operação para que as matrizes e acionistas tenham base em suas decisões, assim é importante contar com o conhecimento de um profissional tático que opere como um ponte entre as áreas operacionais e estratégicas. Dessa forma, o trabalho do controller é acompanhar toda a operação da empresa sob o ponto de vista financeiro, gerando relatórios e indicadores, além de apresentar dados que ajudem a matriz e/ou acionistas nas tomadas de decisão.

Formação Necessária: Ciências contábeis, administração ou economia, é importante, ainda possuir proficiência em inglês, bom relacionamento interpessoal, visão de negócio e forte conhecimento na área contábil. Esses foram apenas alguns exemplos de profissionais da área de direito, tributação e finanças que estão em alta, mas há muitos outros cargos com alta demanda no mercado nessas mesmas áreas devido à crise. 

Fonte: Faculdade Brasileira de Tributação – FBT