Portrait Of A Happy Young Accountant Calculating Invoice

futuro do seu negócio, principalmente quem irá dirigi-lo depois de você, não é dos assuntos mais fáceis de serem discutidos. Por que será que muitos empresários evitam falar sobre um sucessor?

Pensar em um substituto, seja ele herdeiro ou um profissional indicado, pode parecer para você um tema remoto, que está longe de acontecer. Mesmo porque, ainda não está na hora de pendurar as chuteiras e levantar a toalha.

Embora o assunto possa parecer algo distante da realidade atual da sua empresa, entender as características necessárias para o seu sucessor é muito importante. E fazê-lo com antecedência melhora as chances de essa transição ser realizada com a escolha da pessoa certa.

Manter a empresa na linha e ajudá-la a prosperar, alinhada com os propósitos originais do fundador não é um desafio simples. O planejamento sucessório envolve questões que vão além de uma escolha qualquer. Aspectos estratégicos e de gestão precisam ser muito bem elaborados.

Então, quais os primeiros passos para acertar na escolha do seu sucessor? Algumas qualidades são inerentes e devem ser observadas. Preparamos uma lista das 5 características que um sucessor deve ter:

1- Competência

Um sucessor precisa ser preparado para o cargo que irá ocupar. É necessário que ele tenha conhecimentos para tal função. Por isso, uma das características principais é a Competência. Profissionais que possuem capacidades técnicas para gerir um negócio já estão na frente como bons candidatos à sucessão.

Entender que essa capacidade não se restringe ao conhecimento dos processos empresariais e de gestão, mas também das habilidades estratégicas e de relacionamento interpessoal fazem a diferença de forma significativa.

2- Liderança

Ser um líder é um diferencial de qualquer gestor, mas a Liderança de um sucessor deve ir além. A conquista da confiança dos colaboradores, sem afrouxamento das regras deve ser realizada com maestria.

É inevitável surgir no começo da gestão comparações entre um e outro. Por conta disso, um bom sucessorcarrega o fardo de ter que administrar de acordo com sua própria personalidade, mas sem abandonar o modo de gestão do seu antecessor.

Um sucessor, para ser bom líder, deve ter capacidade de influência e persuasão, boa comunicação, argumentação e conseguir expor suas ideias sem se mostrar autoritário. Ele deve ser também capaz de ouvir seus colaboradores e valorizá-los.

3- Comprometimento

A escolha de um sucessor deve levar em conta se o candidato está comprometido com a companhia e com seus valores.  Ele precisa representá-los, e também incorporar esses valores no cotidiano do trabalho.

 

Comprometimento deve ser demonstrado para que os subordinados e colaboradores se sintam seguros e consequentemente se comprometam também com o trabalho.

4- Motivação com os novos desafios

Receber a liderança de uma empresa, seja ela pequena, média ou grande é um desafio. Por isso, o sucessordeve se mostrar motivado a enfrentar esse novo momento. Mostrar-se motivado para desempenhar esse papel e buscar superar cada adversidade faz de um profissional um bom sucessor.

Aqui mencionamos também a não acomodação que está diretamente ligada à motivação. Buscar pela melhora dos resultados e aumento da qualidade do trabalho são perfis que caracterizam um sucessor de sucesso.

5- Gerenciar Conflitos

É perfeitamente normal um ambiente de trabalho com conflitos pontuais. Ao assumir a gestão de um negócio, o novo administrador deve a priori buscar entender esses conflitos antes de tomar qualquer partido ou mediação.

Saber a hora certa de intervir de forma justa é uma maneira inteligente de agir sem desestabilizar seus profissionais. Ser capaz de ouvir todos os pontos de vista para buscar uma solução coerente baseada no bom senso trará credibilidade e confiança da equipe.

E qual o papel da empresa na formação dos sucessores?

sucessor pode ser um herdeiro, no caso de empresas familiares, pode ser um diretor da própria companhia ou, em casos menos frequentes, um profissional externo contratado para exercer a administração.

Nas duas primeiras situações, é importante que a empresa tenha um ambiente favorável ao desenvolvimento de sucessores. E para que isso ocorra, sua gestão deve ser pautada também no desenvolvimento de pessoas e identificação de talentos.

processo sucessório se inicia muito antes da escolha do indivíduo que ocupará o mais alto cargo da empresa. É um processo de longo prazo que necessita de acompanhamento sério e profissional.

Estar à frente dessa questão só trará bons frutos para a empresa e fará dela um negócio sólido com um longo futuro pela frente.

Via BLB Brasil Auditores e Consultores.

Comente

Comentários

Deixe uma resposta