6 passos para abrir a sua empresa na internet

0

Na atual situação do país, muitas empresas acabaram se vendo sem uma saída, pois, vendiam seus produtos apenas em lojas físicas, e, sendo impedidas de funcionar, é necessário buscar novas maneiras de empreender.

Dessa forma, a internet tem dado cada vez mais força aos pequenos e médios empreendimentos. Atualmente, quem pode, vende online e quem não pode, anuncia na internet.

Se você está precisando adaptar a sua empresa para as vendas online ou, se quer começar agora o seu negócio, confira os passos que precisa seguir para garantir sucesso.

O que é uma loja virtual?

Antes de tudo, é importante entender o que é uma loja virtual e como você pode trabalhar dentro dela.

Nada mais do que vitrines online, são os sites de e-commerce, conhecidos como lojas virtuais, onde os seus consumidores podem navegar, conhecer e escolher os produtos que deseja adquirir.

O passo a passo da compra online é o mesmo de uma loja física:

  1. Conhecimento da marca (e identificação – ou não);
  2. Avaliação dos produtos oferecidos;
  3. Montagem do carrinho de compras;
  4. Pagamento dos produtos.

Tudo o que contém operacionalmente na sua loja virtual, deriva primordialmente de um provedor, ou seja, um serviço de hospedagem, que corresponde ao local físico de uma empresa.

Uma boa plataforma de e-commerce irá ajudar no sucesso das suas vendas, bem como, ter acesso frequente à internet.

Para escolher uma internet banda larga com alta qualidade, consulte os valores da Claro net Banda Larga.

Por que abrir uma loja virtual?

Enquanto uma loja física depende de diversos fatores, como localização e infraestrutura, um e-commerce pode ser acessado por milhares de pessoas, com apenas alguns cliques.

Isso, obviamente, também pode ser algo com que se preocupar, já que, é necessário manter o cliente interessado, para que ele não procure por outra loja rapidamente, sendo assim, é muito importante que a empresa tenha consciência de suas fraquezas e oportunidades dentro da internet.

  1. Qual é o foco do seu empreendimento?

Agora que você já sabe o básico sobre as lojas virtuais, está na hora de dar os primeiros passos.

Essa pode parecer uma pergunta simples de ser respondida, quase boba, mas, é a partir dela que serão definidos os rumos da sua empresa, portanto, avalie com muita cautela. Aonde você quer chegar?

Responda as 3 perguntas básicas:

  1. O que eu vou vender?
  2. Para quem eu vou vender?
  3. Qual necessidade eu quero suprir?

É preciso entender o foco do seu negócio, existem muitos nichos onde se pode investir, na internet é possível vender praticamente tudo, mas, escolher atentamente é o mais importante para fazer a sua empresa crescer.

Não queira vender tudo, foque naquilo que você realmente pode oferecer com qualidade.

2. Pesquisa de mercado online 

Agora, com a certeza do nicho em que sua empresa irá atuar, está na hora de partir para o segundo passo e começar uma busca aprofundada pelos seus concorrentes.

Será necessário entender os principais pontos abaixo:

  1. Quem são os meus concorrentes?
  2. Como eles ofertam os seus produtos?
  3. Quais os seus principais pontos fortes?
  4. Quais as suas principais fraquezas?
  5. Como eles anunciam?
  6. Qual o valor de venda da concorrência?

Ao entender melhor sobre o cenário atual do nicho onde o seu empreendimento será inserido, ficará mais fácil tornar-se uma empresa com potencial competitivo.

3. Pesquisa de público-alvo

O terceiro passo é muito decisivo e precisa de uma análise meticulosa, pois, ele será responsável por grande parte do sucesso do seu negócio.

Ao identificar o seu público-alvo, já será possível entender para quem você irá vender, ou seja, para quem você precisa anunciar, e não é atoa que a propaganda é a alma de qualquer negócio.

Não sabe como encontrar o seu público-alvo?

Lembre-se de que você está prestes a abrir um e-commerce, o que significa enquadrar-se no público que está online.

Busque responder às seguintes perguntas sobre os seus consumidores:

  1. Faixa etária;
  2. Sexo;
  3. Estado Civil;
  4. Necessidades (por que buscam a sua marca?);
  5. Classe social;
  6. Localização (onde moram?).

Além dessas informações, existem outras que podem te levar com mais facilidade ao seu público, mas, nesta lista você encontra o básico para começar.

4. Plano de negócio

“Vale a pena abrir o meu negócio?”

Essa é a principal pergunta a ser respondida na hora de realizar o seu plano de negócio. É através dele que será possível identificar:

  1. O que será necessário para a abertura da sua empresa (fornecedores, funcionários e etc.);
  2. O capital disponível para investimento;
  3. O capital necessário para investimento;
  4. Enquadramento tributário;
  5. Necessidades jurídicas;
  6. Faturamento mensal;
  7. Lucro esperado;
  8. Em quanto tempo espera receber o retorno do capital investido;
  9. Forças;
  10. Fraquezas;
  11. Oportunidades.

Serão muitos os pontos a serem avaliados nesse estágio, portanto, você precisará dedicar tempo e empenho na elaboração do plano de negócio, este será o planejamento do caminho a ser trilhado pelo e-commerce que em breve estará online.

5. Abra a sua empresa!

Se você chegou até aqui, saiba que está na hora de começar a viabilizar os procedimentos jurídicos para a abertura da sua empresa.

Para microempreendedores com faturamento anual de até R$ 81 mil, é possível fazer um cadastro como MEI (Microempreendedor Individual).

Caso a sua empresa não atenda os requisitos necessários para se enquadrar como MEI, é possível garantir o seu CNPJ como ME (Microempresa) ou, até mesmo, como EPP (Empresa de Pequeno Porte).

6. Crie a sua loja online

Agora, após seguir todos os passos anteriores, chegou a hora de divulgar a sua empresa na internet.

  1. Escolha uma plataforma online;
  2. Crie um logo e um layout que serão a identidade do seu e-commerce;
  3. Faça boas fotos dos seus produtos;
  4. Precifique cada item;
  5. Cadastre os produtos na sua vitrine online.

Siga os passos, dedicando tempo e atenção a cada instrução e garanta o sucesso do seu negócio online.