7 dicas para você não pagar mais juros

0

Estar sempre “correndo atrás da máquina”, pagando juros abusivos e onerando os negócios, não pode fazer parte da sua rotina. O certo é ter tempo para curtir a vida com tranquilidade, e acompanhar saudavelmente a jornada da sua empresa.

Se você ainda não sabe quais motivos podem estar levando a sua empresa a pagar juros, confira em nosso artigo.

Mas se já sabe e ainda não conhece formas para solucionar, confira a seguir algumas dicas.

1. Organizar as rotinas diárias

Planejamento, organização, prioridades e uma agenda são as chaves para um dia produtivo e sem surpresas assustadoras.

Anote tudo que precisa ser feito, tenha na agenda as datas limites de pagamento de cada conta, assim não irá correr risco de pagar juros.

2. Não atrasar as contas

Se você é naturalmente esquecido, assim como muitas pessoas são, e tem o mau costume de esquecer de pagar as contas ou não sabe quando elas vencem, saiba que existe solução.

Acesse a internet banking da instituição contratada e autorize o débito automático das contas que puder.

Para aquelas que não está disponível essa opção, a melhor solução é tomar uma atitude na hora em que são recebidas, agendando o pagamento através internet banking para a data de vencimento. Tome cuidado para não realizar o pagamento em duplicidade! O Sistema de Gestão Financeira Flua ajuda a realizar esse controle, sinalizando que o pagamento das contas foi agendado.

3. Ter ciência do saldo na data de pagamento

É importante manter o controle do saldo da empresa através de um fluxo de caixa. Assim você terá a previsão da disponibilidade de dinheiro no dia de pagamento.

Lançar despesas e receitas em um software como o Flua, facilitará a gestão de seu saldo, tanto do atual como do previsto para as datas desejadas.

É simples, prático e ajuda a pagar zero de juros!

4. Planejar o pagamento das contas

Manter o histórico de gastos fixos é fácil, pois eles se repetem todos os meses (salários, internet, aluguel, etc).

Para estes gastos previsíveis, devemos provisionar a receita necessária para pagá-los, seguindo um dos princípios da contabilidade, de prudência. Por exemplo, nos últimos 12 meses a conta de luz variou entre R$ 400,00 e R$ 600, então planeje sempre utilizando o maior valor, para não ter sustos.

Não planejar a sua previsão de gastos ou utilizar o valor menor do que o real como planejamento, podem ser motivos que você pagar juros.

5. Não misturar o dinheiro da empresa com o pessoal

Talvez um dos fatores mais importantes para se ter saúde financeira na empresa é nunca misturar o bolso dela com o do dono. Não use o dinheiro da empresa para pagar contas pessoais.

Se as contas pessoais estão desorganizadas, considere uma boa saúde financeira da empresa como uma das principais atitudes para transmitir saúde também para a vida pessoal. Caso a empresa não possa mais pagar seus sócios e funcionários, aí o problema será muito maior.

6. Saber quanto custa seu trabalho

Calcule quanto custa para realizar o trabalho que você entrega ao consumidor, seja ele produto ou serviço.

Saiba quais são os seus gastos fixos (que pagará sempre) e quais são seus variáveis (que pagará se vender).

Defina uma margem de lucro justa a partir do custo que tem para fornecer ao mercado, considerando inclusive os custos financeiros de parcelamento. Não lucrar fará com que sua empresa adquira dívidas e juros, sobre juros, sobre juros…

7. Ter capital de giro

A sua empresa precisará parcelar, precisará comprar matéria-prima, passará por meses em que o mercado não costuma comprar de você e outros diversos motivos para que ela tenha dinheiro em caixa.

Se você está ansioso para encher a conta bancária e tira mensalmente lucros da empresa, deixando ela zerada, saiba que logo endividará a empresa.

Mantenha um capital de giro suficiente para que a empresa seja saudável e funcional.

Procure seguir essas nossas dicas e terá mais qualidade de vida e felicidade!

Original de FLUA

FLUA