Não é de agora que lemos, ouvimos e discutimos acerca do Futuro do mercado Contábil. É intrigante pensar que discute-se o fato de que a tecnologia poderia vir para substituir e não para agregar à classe contábil.

Em uma pesquisa realizada pela Mckinsey em 2015, apresentou-se as profissões que viriam a ser extintas e quais seriam as que deveriam sofrer modificações em razão da adição da tecnologia e da Inteligência Artificial(IA). Uma das que seriam extintas é da Contabilista – o grande gerador de guias e gestor de obrigações -, por outro lado, o profissional que utiliza os dados contábeis como tomador de decisão e na gestão das empresas ganhará espaço e notoriedade no mercado no futuro datado até 2025.

Se, em parte, as novas tecnologias conseguiram superar a resistência do setor com o novo, agora a categoria vislumbra formas de usá-las a seu favor. Portanto, IA, blockchains, automatização perdem o caráter de vilões e se enquadram ao time como aliados e busca-se entender como elas se inserem no cotidiano e agregará valor ao trabalho do contador.

Apesar da inteligência artificial ainda dar os primeiros passos, isso não significa que sua implementação de forma mais abrangente e incisiva será um processo demorado.

Em decorrência deste novo cenário, Jochem – vice-presidente do CRCPR – acredita que esses serviços perderão significativamente seu valor no mercado, já que serão realizados em grande escala e “em velocidade nunca vistas antes”.

E algumas empresas têm tratado o  futuro como presente, como é o caso da startup Nucont que evidenciou o que contadores poderão fazer com a Inteligência Artificial ao lado deles. No dia 15 de outubro – segunda-feira – foi lançada a NANDA, a assistente para contadores, segundo o que foi apresentado, essa nova ferramenta lê, interpreta e fornece insights aos contadores acerca das empresas que eles possuem importadas ao sistema.

Os insights podem ser mais ou menos complexos, a depender da quantidade de informação que estiver disponível para leitura. Um dos cenários que saem da esfera da perspectiva futura e faz parte do presente é a integração de dados. A startup mineira tem buscado se integrar com outras plataformas digitais e em nuvem para integração de dados financeiros, tendo, até o momento, se unido ao Nibo, Conta Azul e Omie.

Com os dados advindos desses sistemas é possível ter dados financeiros e contábeis das empresas e a NANDA gera insights para os dois casos. O que fica de direcionamento acerca do Futuro da Contabilidade não é mais sobre a extinção ou não do profissional contábil. Mas sim, do quão pronto você está para se adaptar à essa nova realidade?

Clique aqui para saber mais sobre a NANDA e o NUCONT Dashboard

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.