TI: Veja a relevância da Tecnologia da Informação nos negócios

0

A tecnologia está totalmente incluída no nosso cotidiano.

Seja no trabalho, na rua ou nossas casas, praticamente tudo gira em torno da tecnologia.

Por isso, nas empresas não é diferente.

Em especial a tecnologia da informação é fundamental no mercado atual e tem um papel de relevância.

Já parou para pensar no papel da TI dentro de seu empreendimento? 

Neste artigo, vamos explicar o que é Tecnologia da Informação, ou simplesmente TI, e qual o seu papel dentro de uma corporação.

Boa leitura! 

Note que toda empresa, atualmente, precisa estar – cada vez mais – conectada, integrada com as possibilidades.

O uso de sistemas – como um ERP online de gestão integrada, por exemplo – se tornou algo imprescindível em qualquer tipo de negócio.

O que é Tecnologia da Informação?

Primeiramente, a tecnologia da informação nada mais é do que um sistema integrado que é utilizado, com o auxílio da tecnologia, para para processamento, armazenamento de dados.

Além disso, é uma maneira de intermediar a comunicação entre as pessoas de uma empresa por meio de softwares de computadores, redes internet.

E mais, busca fazer essa comunicação de forma eficaz e segura.

Vale destacar que a informação, quando se trata de TI, são dados que possuem valor e que podem ser utilizados por pessoas e empresas.

A informação é fundamental que as organizações investem em tecnologia para obter, classificar, analisar e proteger tais dados.

E, no caso da TI, tem o papel de coletar dados, analisar e classificar para que se transformem em informação.

E, com isso, disponibilizá-lo para o acesso, processamento, além de protegê-lo.

Qual a importância do TI para a empresa?

Em resumo, o setor de tecnologia da informação é uma necessidade atual no mercado competitivo. 

Mais que isso, é ele  que contribui para solucionar problemas e elaborar estratégias que facilitam processos e, por conseguinte, ajudam a gerar mais lucro para uma empresa.

É a TI que permite autonomia e agilidade,  principalmente no acesso a informações com  qualidade.

No mercado, ele não é apenas um diferencial, mas uma necessidade no processo de gestão empresarial atual.

Isso sem  contar que as empresas precisam de controle e segurança de dados.

Em resumo, podemos destacar algumas vantagens da TI para a empresa: 

  • aumento da produtividade
  • melhoria na comunicação
  • maior segurança de informações
  •  aumento da disponibilidade nos sistemas de informações.

Como integrar a TI aos demais setores?

Para facilitar a integração com os demais setores, é fundamental que o gestor do setor de TI participe de todos os processos estratégicos de decisão da empresa. 

Sem contar que cabe ao gestor analisar indicadores, demandas e propostas sugeridas em reuniões.

Isso para que a TI possa facilitar ou automatização dos processos e implementação de novos projetos.

Outra maneira de ajudar nesse processo são os canais de comunicação internos.

Eles são uma alternativa para orientar, informar e engajar profissionais.

A intenção é mantê-los bem informados. 

Divisão do setor

Um setor de tecnologia da informação geralmente é dividido em áreas: 

Gerência de TI:

Profissionais e recursos para lidarem com processos, políticas, normas, estratégias e análises ligadas à TI. Uma área mais gerencial.

Operacional:

Profissionais e recursos que executam a TI no dia a dia: suporte técnico, implementação de sistemas, análises de segurança, entre outros;

Infraestrutura:

Lida com equipamentos (servidores, parque de PCs e roteadores de rede) e estruturas de comunicação (cabeamento de rede, por exemplo);

Desenvolvimento de Software: 

Profissionais responsáveis exclusivamente a desenvolvimento de software.

O profissional de TI

Os profissionais de TI desenvolvem atividades, por meio de soluções tecnológicas (computacionais, na maioria), de planejamento, gerenciamento, desenvolvimento, implementação, manutenção, atualização, segurança, otimização e suporte. 

Como citado acima, o profissional pode atuar em diferentes áreas.

Mas, normalmente, nas empresas atuam nos segmentos de de banco de dados, análise de dados, desenvolvimento, redes, segurança, suporte ao usuário, gestão de recursos, entre outros.

Normalmente são profissionais formados em ciência da computação, engenharia da computação e sistemas de informação. 

Atuação dos profissionais

Os profissionais têm diversas responsabilidades e atuam tanto na inovação quanto no suporte ao uso dessas ferramentas.

Confira as principais funções:

Desenvolvedores: criam e atualizam sistemas, além de operarem equipamentos e novos dispositivos.

Analistas de suporte: implementam as tecnologias definidas para aplicação dos negócios. Também atuam sempre que há uma falha nos sistemas ou na infraestrutura.

Analistas de documentação: escrevem como os sistemas funcionam, criam manuais, documentos que descrevem o funcionamento do software e help dos sistemas.

Analistas de sistemas: elaboram requisitos funcionais e de negócios para o desenvolvimento de novos artefatos de software.

Designers: elaboram a interface de aplicativos e como vai ser a interação entre indivíduos e máquina, de tal forma que seja compreensível.

Gerentes de TI: coordenam o uso e desenvolvimento de tecnologias e fazem a interação entre a área de negócios da empresa e a TI.

Sistema de Gestão

Com o rápido desenvolvimento da tecnologia, a administração de todas as empresas de sucesso passou a ser por meio de um sistema de gestão online.

Não é novidade que a informatização reduz a burocracia, custos e tempo gasto em escritórios, consultórios e em empresas de forma generalizada.

Porém, os benefícios de se utilizar sistemas de gestão empresarial — conhecidos como softwares ERP — vão ainda além.

Eles são a solução mais econômica para alavancar seu faturamento, reduzir falhas, proteger seu negócio de eventuais crises econômicas e até mesmo se tornar referência no mercado.

Da mesma forma, um administrador não se estressará com questões rotineiras e concentrará seus esforços no planejamento estratégico.

O programa gera automaticamente diversas planilhas e dados úteis como:

  • comissões;
  • condições de pagamentos;
  • orçamentos;
  • preço por clientes;
  • margem de negociação;
  • promoções condicionais;
  • tabela de preços;
  • modelos de contratos;
  • documentos.

Cumulativamente, isso garante um controle financeiro eficaz e transparente, pois nenhum dado passará despercebido e tudo será feito de forma organizada.

Acesso remoto em qualquer local

A cada dia os aparelhos móveis, como tablets, telefones celulares e notebooks, estão se tornando mais potentes e acessíveis, portanto, não há razões para que o gerenciamento seja limitado aos computadores de mesa.

Pense em sistemas integrados de gestão em tempo real!

Por este motivo os ERPs são adaptados para serem usados nesses dispositivos.

Com o acesso remoto você pode controlar os elementos das empresas, comunicar-se com seus colaboradores, atender clientes e conferir dados de qualquer localidade, esteja você fora ou dentro da sala dedicada à administração do negócio.

Mercado de TI no Brasil

Em 2019, Associação Brasileira de Empresas de Software (ABES) apresentou um estudo em que apontou o crescimento do setor global de TI em 6,7%.

Já no Brasil, o crescimento foi ainda maior: 9,8%.

O resultado ficou acima dos 4,5% alcançados entre os anos de 2017 e 2018.

O levantamento também indicou que 19.372 mil empresas atuando no setor de Software e Serviços no Brasil.

Dessas, 5.294 (27,3%) delas são voltadas ao desenvolvimento e produção de software. 

Por fim, o relatório prevê um crescimento anual de 46,2% no uso da inteligência artificial (IA), chegando a US$ 52 bilhões em 2021, e estima que em 2024, interfaces com IA e automação substituirão um terço das interfaces de tela dos aplicativos. 

Fonte: FoxManager