Abono PIS/PASEP vai mudar em 2022

0

O abono salarial PIS/Pasep deveria começar no mês de julho, no entanto, foi adiado para 2022. Se fosse pago em 2021, o trabalhador teria direito a um salário mínimo (R$ 1.100).

A mudança do pagamento para 2022 foi confirmada na terça-feira (23) e teve aprovação unanime, em uma reunião realizada pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), depois do acordo entre o governo, empresas e trabalhadores.

O calendário adiado é aquele para os trabalhadores com carteira assinada em 2020. Eles precisarão esperar por seis meses para receber, a partir de janeiro de 2022.

Essa calendário será adiado para aqueles que trabalharam com carteira assinada em 2020. Os trabalhadores terão que esperar pelo menos mais seis meses para receber, a partir de janeiro de 2022.

O abono salarial é considerado um 14° salário para os trabalhadores que recebem o benefício.

O PIS é destinado para os trabalhadores de empresas privadas, sendo pago paea Caixa Econômica Federal. E o Pasep será pago ao servidor público, que recebem o valor pelo Banco do Brasil.

Quem pode receber?

Terão direito ao abono salarial os trabalhadores que em 2020 exerceram alguma função com carteira assinada, num período de 12 meses ou 30 dias, e que receberam dois salários mínimos, durante o período do exercício.

Sendo necessário está inscrito no PIS pelo menos cinco anos e a empresa tenha informado os dados do empregado corretamente ao governo brasileiro.

Qual o valor?

Para quem trabalhou durantes 12 meses, receberá um salário mínimo (R$ 1.100), já quem trabalhou por 30 dias, receberá um proporcional, no valor de R$ 92,00 (levando em conta sempre o tempo trabalhado).

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Proporção (meses trabalhados)Valor
1R$ 92,00
2R$ 184,00
3R$ 275,00
4R$ 367,00
5R$ 459,00
6R$ 550,00
7R$ 642,00
8R$ 734,00
9R$ 825,00
10R$ 917,00
11R$ 1.009,00
12R$ 1.100,00

Como saber se tenho direito?

Para quem quiser saber se terá direito a receber o benefício, bastará acessar, no caso do trabalhador de empresa provada, o site da Caixa.

Através do aplicativo Caixa Trabalhador No site da caixa (www.caixa.gov.br/PIS), clique em “Consultar pagamento” Pelo telefone de atendimento da Caixa: 0800 726 0207
Para o servidor público, terá que entrar em contato com o Banco do Brasil, através da central de atendimento: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas); 0800 729 0001 (demais cidades) e 0800 729 0088 (deficientes auditivos).

Como sacar o abono PIS/PASEP?

Os beneficiários que não possuem conta nos bancos, podem ir até um caixa eletrônico, com o cartão cidadão e a senha para sacar o dinheiro.

Aqueles que não tem o cartão pode receber o valor em qualquer agência, mas é preciso levar documento de identificação com foto, CPF e carteira de trabalho.

Tendo alguma dúvida e querendo saber se terá direito ao PIS, basta telefonar para a Caixa no 0800-726-02-07 ou acessar o site. Para a consulta, é necessário ter em mãos o número do NIS (PIS/Pasep).

Já os servidores que recebem Pasep devem verificar se houve depósito em conta no Banco do Brasil. Não havendo o depósito, terá que procurar uma agência do banco para regularizar sua situação. Ou então, basta ligar para o telefone 0800-729 00 01, do Banco do Brasil.

Redução de salário

O Condefat é um Órgão formado por representantes do governo, empresas e trabalhadores.

O governo defendeu no Codefat o adiamento do abono e colocou a medida como condição para recriar outro programa, o Benefício Emergencial (BEm).

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal doContábil