Abono salarial não retirado em 2019 vai poder ser sacado em março

Cerca de 320 mil mil pessoas estão aptas a receber o abono, totalizando R4 208,5 milhões que já estão disponíveis para ser sacados

O abono salarial PIS/Pasep é destinado a trabalhadores com carteira assinada e a servidores públicos. Muitas pessoas ficam torcendo para chegar a data do saque, mas outros, por algum motivo, ‘esquecem’ de sacarem o dinheiro.

Foi o que aconteceu no ano de 2019, muitos trabalhadores deixaram de retirar o PIS/Pasep, no entanto, vão ter uma nova chance, segundo o Ministério do Trabalho e da Previdência, o valor poderá ser sacado a partir do dia 31 de março de 2022.

Cerca de 320 mil mil pessoas estão aptas a receber o abono, totalizando R4 208,5 milhões que já estão disponíveis para ser sacados. Antes a data de retirada do valor seria no dia 8 de fevereiro, entretanto, o Ministério mudou a data, informando que os trabalhadores que não retiraram o dinheiro do abono salarial em 2019, deveriam esperar o calendário de pagamento de 2022 terminar. Por isso, foi estabelecida a data de 31 de março para que essas pessoas recebam os valores que estarão disponíveis.

Quem tem direito de receber o abono salarial?

Lembrando que somente as pessoas que não realizaram o saque em 2019 poderão retirar o dinheiro a partir de 31 de março. 

O saque será permitido para quem trabalhou por pelo menos 30 dias em 2019

recebeu no máximo dois salários mínimos em 2019

sendo necessário estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos

ter os dados informados pela empresa a RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

O trabalhador recebe o valor do PIS/Pasep de acordo com o número de meses trabalhados. Por exemplo, quem trabalhou 30 dias em 2019, vai receber R$ 101,00 e quem trabalhou durante o ano inteiro com carteira assinada, receberá R$ 1.212,00.

Veja a tabela de meses trabalhados e valores

  • 1 mês trabalhado – R$ 101
  • 2 meses trabalhados – R$ 202
  • 3 meses trabalhados – R$ 303
  • 4 meses trabalhados – R$ 404
  • 5 meses trabalhados – R$ 505
  • 6 meses trabalhados – R$ 606
  • 7 meses trabalhados – R$ 707
  • 8 meses trabalhados – R$ 808
  • 9 meses trabalhados – R$ 909
  • 10 meses trabalhados – R$ 1010
  • 11 meses trabalhados – R$ 1.111
  • 12 meses trabalhados – R$ 1.212

A Caixa Econômica Federal divulgou que os beneficiários sem conta-corrente ou poupança no banco terão o valor automaticamente depositado em Poupança Social Digital aberta pela instituição e que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem.

Comentários estão fechados.