Afinal, quais as formas de pagamento na exportação?

0

Se você tem negócios no exterior ou pretende ter, conhecer as formas de pagamento na exportação é indispensável e um dos assuntos principais em uma negociação internacional.

As formas de pagamento na exportação são essenciais para garantir o sucesso das negociações internacionais.

Nesse sentido, escolher de forma correta é o primeiro passo para começar parcerias promissoras e rentáveis.

É um fator determinante para os laços comerciais e são decididos em comum acordo entre as partes.

Dessa forma, conhecer bem as modalidades de pagamento é indispensável para atingir os objetivos do negócio.

Você conhece quais as formas de pagamento na exportação? Existem diversas opções para escolher e conduzir as negociações da melhor maneira.

Para ajudar, confira neste post as modalidades de pagamento e informações relevantes sobre assunto!

O mercado de câmbio no Brasil

O câmbio é extremamente importante para a economia nacional, sendo utilizado para diversas atividades.

É necessário para o comércio internacional, viagens, investimentos e também é relevante para a exportação.

As atividades envolvendo o câmbio devem ser obrigatoriamente realizadas com intermediação de instituições autorizadas pelo Banco Central.

Ou seja, as operações cambiais, que são os pagamentos, recebimentos e transferências internacionais devem ser feitas por agentes autorizados.

Dessa forma, o ambiente onde são realizadas as operações cambiais entre correspondentes bancários e outras instituições autorizadas, é chamado mercado de câmbio.

No Brasil, as transações cambiais relacionadas à exportação são formalizadas pelo contrato de câmbio.

Esse documento relacionada todas as informações sobre a negociação, como os dados do exportador e importador, taxas e moedas.

Quais as modalidades de pagamento na exportação

Os termos de pagamento de uma negociação internacional dependem diretamente do exportador, suas características, gestão interna e da credibilidade do importador.

É uma situação que exige cautela e uma análise criteriosa para encontrar a melhor forma de pagamento da exportação.

Nesse contexto, a definição da forma de pagamento na exportação é crucial, interferindo de forma significativa na qualidade dos negócios e determinando o sucesso ou não de uma empresa no cenário internacional.

Conhecer bem as modalidades de pagamento suas vantagens e desvantagens é fundamental para todo exportador!

Pagamento antecipado

O pagamento antecipado é a forma mais vantajosa para o exportador, pois ele recebe o valor referente a compra antes mesmo do embarque da mercadoria.

Portanto, é onde existe menos riscos, independentemente do importador e país.

Funciona de forma simples, após a negociação e acordo entre as partes, o exportador emite uma fatura pró-forma para o importador com todas as condições negociadas.

Com todos os documentos, o importador efetua o pagamento no seu banco, que envia o valor em moeda estrangeira para o exportador.

Tudo isso acontece antes do envio da mercadoria, que acontece quando o exportador confira o recebimento.

Essa modalidade proporciona vantagens e desvantagens, depende da situação e nível de confiança entre importador e exportador.

A vantagem para o exportador consiste no recebimento antecipado pelos produtos e para o importador a possibilidade de encontrar variação cambial favorável.

A desvantagem para o importador é o risco de receber as mercadorias com atrasos e distintas do que foi acordado.

O pagamento antecipado é mais utilizado nas seguintes situações:

  • necessidade de alto investimento na produção da mercadoria;
  • maior viabilidade para o importador por questões cambiais onde o produto pode ter valor maior no futuro;
  • confiabilidade entre o importador e exportador.

Cobrança documentária

A cobrança documentária acontece com intermediação de um banco nas transações comerciais.

Nessa modalidade, o exportador procura o banco que atua como gestor da negociação e emite faturas de cobrança à vista ou a prazo.

Após concluir negociações, produzir e embarcar a mercadoria, o exportador entrega os documentos relacionados ao banco que envia os mesmos ao banco do importador.

Foto: Agência Brasil

A liberação dos documentos ao importador para retirar as mercadorias acontece após o pagamento à vista, caso seja a prazo, mediante o aceite da letra de câmbio.

É uma modalidade de oferece mais riscos ao exportador e o deixa mais exposto aos interesses do importador, portanto, menos vantajosa.

O ponto positivo é a intermediação dos bancos, que podem oferecer estrutura internacional bem estruturada.

Carta de crédito

Considerada a modalidade de pagamento mais utilizada, a carta de crédito é mais segura para o exportador e importador.

É emitida por um banco a pedido do importador, assumindo o compromisso de fazer o pagamento ao exportador conforme condições propostas, mediante a apresentação de documentos e análise rigorosa.

O processo de pagamento por carta de crédito segue as seguintes etapas:

  • abertura de crédito pelo importador;
  • o banco do importador avisa ao banco do exportador a existência do crédito;
  • o exportador recebe os documentos do crédito e analisa as condições para dar o aceite ou não;
  • caso o exportador não concorde com os termo, o processo volta ao início;
  • se for aceito, inicia-se o processo de embarque dos produtos;
  • o exportador emite os documentos e solicita o pagamento ao banco.

A carta de crédito é uma alternativa que agrada exportadores e importadores.

Entretanto, pode ser mais cara para exportações de valores menores, devido à cobrança de valores e taxas.

Remessa sem saque

A remessa sem saque é uma modalidade de pagamento de alto risco para o exportador, pois se acontecer inadimplência, não há formas para protestar e iniciar uma ação judicial.

Portanto, não é recomendável.

Essa modalidade se inicia com o acordo entre o exportador e importador, estabelecendo um contrato comercial.

Após esse processo, o exportador envia ao importador a documentação para liberação na alfândega sem o saque.

Assim que liberado, o importador faz o pagamento ao banco que dá início ao câmbio.

É uma forma de pagamento com risco elevado para o exportador e tem grandes possibilidade de inadimplência, além de possíveis restrições documentais.

É vantajosa se houver extrema confiança entre as partes, nesse caso, contribui para evitar despesas bancárias e dar mais agilidade ao processo.

Todo exportador que deseja ter sucesso no mercado, deve oferecer condições de pagamento atraentes de acordo com a modalidade adequada.

É preciso oferecer soluções que sejam agradáveis a todos, além de ter mais garantias.

Nesse sentido, evitar taxas abusivas é o ideal para economizar.

Transações internacionais Remessa Online

As transações internacionais são inevitáveis em qualquer processo negociação comercial entre países.

Independentemente da forma de pagamento da exportação, é importante buscar formas para ter economia e pagar taxas mais baixas, evitando os processos burocráticos.

A Remessa Online é uma empresa que tem suas atividades credenciadas pelo Banco do Brasil para realizar operações financeiras internacionais.

Com um processo moderno e totalmente digital, oferece as melhores condições do mercado.

Seja para fazer pagamentos, enviar ou receber dinheiro no exterior, na Remessa Online você encontra as menores taxas.

Além disso, as operações são práticas, concluídas em até 1 dia útil e livre de burocracias.

É a melhor alternativa para quem deseja exportar ou importar.

Contribui para ter comodidade e garantir pagamentos rápidos, agilizando o processo para não perder tempo e comprometer o planejamento do negócio.

As formas de pagamento na exportação são variadas e a escolha é feita com o acordo entre o exportador e o importador.

Portanto, é uma decisão relevante para garantir bons negócios e parcerias duradouras, fatores indispensáveis para o sucesso.

Gostou de saber mais sobre as formas de pagamento na exportação? Agora que está bem informado, o que acha de economizar tempo e dinheiro nas transações internacionais? Acesse o site da Remessa Online e saiba como!