Afogamento: A prevenção é a melhor estratégia para evitar acidentes

0

Afogamento é a entrada de liquido nas vias aéreas (traqueia, brônquios ou pulmões), causada por afundamento ou mergulho.

Provoca falta de oxigênio no sangue afetando todos os órgãos e tecidos.

Prevenção:

  • qualquer reservatório de líquidos (baldes, bacias, banheiras, tanques) deverá ser esvaziado após uso;
  • conservar a tampa do vaso sanitário fechada, se possível lacrado com algum dispositivo de segurança “à prova de criança” ou manter a porta do banheiro trancada;
  • manter cisternas, tonéis, poços e outros reservatórios domésticos trancados ou com alguma proteção que não permita “mergulhos”;
  • crianças não devem ser deixadas sozinhas na banheira. Na hora do banho procurar ter tudo em mãos (toalha, sabonete, roupa) para não se ausentar do local;
  • em passeios de barco e afins usar sempre o colete salva vidas – é mais seguro que flutuadores (boias de braço, câmara de pneu, prancha);
  • crianças maiores devem aprender a nadar e serem educadas a evitar brincadeiras agressivas à beira de piscinas, lagos e rios;
  • nunca ingerir álcool ou outras drogas à beira de piscinas, lagos, rios ou em embarcações;
  • ler e respeitar avisos de segurança em locais públicos como praias;
Afogamento
  • procurar locais onde haja salva-vidas, e não mergulhar em águas turvas;
  • procurar nadar longe de cais, embarcações, rochas e correntezas. Em lagoas e represas geralmente se desconhece sua profundidade e a existência de eventuais buracos;
  • piscinas e similares devem ser adequadamente cercadas (1,5m de altura e espaço entre grades menor ou igual a 12 cm) e de preferência com portão e tranca. A presença de brinquedos dentro da piscina deve ser evitada;
  • ao construir a piscina residencial deve-se obedecer a normas técnicas de segurança, tais como a profundidade permitida;
  • nunca desafiar seus próprios limites.

Obs.: ao contrário do que se imagina, o acidente ocorre de forma silenciosa.

A cena da vítima debatendo-se na água e gritando por socorro (como se vê em filmes e afins) é pouco descrita por testemunhas de afogamentos. 

Deve ser lembrado que além do fato da morte, grande parte dos sobreviventes apresenta sequelas neurológicas graves e irreversíveis, fazendo com que a prevenção seja a melhor estratégia para evitar acidentes por afogamento

IMPORTANTE: Somente médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios.

As informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.

Fonte: Ministério da Saúde