Idoso de 64 anos proprietário de um pequeno comércio de bebidas em sua residência foi vítima de estelionatários e denunciou o caso à Polícia Civil de Anastácio. Segundo a vítima, o CNPJ de sua empresa foi usado para compras pelos golpistas e agora terá que arcar com os prejuízos dos tributos que aumentaram.

FGTS

Segundo boletim de ocorrência, a vítima foi informada por meio de publicação no Diário Oficial do Estado que seu CNPJ seria enquadrado em outra modalidade de tributação destinada a empresas com maior venda e lucros. Como a vítima desconhecia tal aumento nos lucros, procurou um contador para checar os fatos.

O empresário descobriu que alguém estava usando seus dados para fazer compras. Ao consultar a Secretaria de Fazenda, encontrou lá registros de várias compras de bebidas feitas no nome de sua empresa. Por este motivo, houve aumento nos impostos, o que lhe trouxe prejuízo financeiro. Sendo assim, denunciou o caso.

Fonte: https://www.opantaneiro.com.br/