Estima-se que no início do século 18, o limão foi descoberto como um auxiliar no combate a doença de escorbuto, em seguida, percebeu-se que era a alimentação pouco balanceada que contribuía para a doença.

Nos séculos consecutivos o flúor e o iodo foram adicionados ao sal de cozinha para proteger a população contra cáries e bócio, e assim, a alimentação funcional foi sendo não só inserida, mas também descoberta pela sociedade. 

A alimentação funcional é constituída por todo alimento que além de nutrir o ser humano, faz bem a saúde e mantém o corpo funcionando adequadamente.

“Para que esse propósito de nutrição seja atingido, os alimentos devem ser frescos e naturais, não contendo agrotóxicos, ajudando assim no nosso sistema imune e fortalecimento dos ossos e pele”, apresenta Patrícia da Paz, Personal Chef que atua nesta área. 

A alimentação deve ir além de só proporcionar sabor e textura agradável, mas também, deve ser composta de vitaminas, sais e minerais, gorduras boas, proteínas e carboidratos complexos. 

Os alimentos mais recomendados para uma dieta equilibrada são: –

– Temperos e condimentos; 

– Vegetais (quanto mais coloridos melhor); 

– Grãos integrais; 

– Peixe; 

– Frutas. 

“Incluir todos os grupos de alimentos na dieta, de forma equilibrada e sem exageros, é ótimo para a saúde, assim a alimentação contará com o seu potencial nutricional e funcional total”, explica a Chef. 

Os benefícios de se adotar uma dieta funcional são inúmeros, tal como, retardar o envelhecimento precoce, evitar vários tipos de doenças crônicas, ajudar na digestão, e no funcionamento adequado do metabolismo. 

Patrícia revela que, sempre gostou dessa área da gastronomia e que agora está se especializando neste âmbito, proporcionando aos seus clientes por meio da alimentação funcional, refeições saudáveis e variadas, sempre dentro dos gostos pessoais de cada um.

” Poder fazer a releitura de pratos clássicos com insumos funcionais, tem sido um saboroso desafio”.  

Se tornam inúmeras as possibilidades que temos quando conhecemos as propriedades dos alimentos, as vezes vemos algo que só comemos na salada, mas que pode estar presente em sucos, chás e etc.

 “Cada fruta, por exemplo, possui uma cor e característica distinta, com vitaminas e antioxidantes típicos daquela cor. Bem como os chás, que são uma ampla fonte de fitonutrientes” finaliza Patrícia.

Por Patrícia da Paz, personal chef