Ande de acordo coma lei! Aprenda como emitir facilmente suas notas fiscais eletrônicas

0

Sim, com certeza. Se você quer agir de acordo com a lei e evitar dores de cabeça, emitir notas fiscais de seus serviços ou vendas deve ser uma prática constante.  É por meio das notas emitidas que o Governo fiscaliza as transações e tributa os impostos.

Não emitir a nota fiscal é considerada uma prática de  sonegação fiscal, o que é crime. Mesmo assim, muitas empresas, na esperança de cortar gastos ou por temer a burocracia, se arriscam a trabalhar sem emitir corretamente esses documentos. E o barato pode sair muito caro!

A emissão de notas fiscais é uma garantia de que você age dentro da lei e uma proteção para seus clientes. ,

Se sua empresa não emitir as notas fiscais de seus serviços e produtos, sua empresa poderá ser acusada de crime de sonegação fiscal, ter que enfrentar multas pesadas e, ainda, ter a imagem bastante prejudicada. Não é isso que você sonhou para o seu negócio, não é mesmo?

Aprenda como emitir facilmente suas notas fiscais eletrônica

O que acontece se eu não emitir notas fiscais?

Como vimos, a nota fiscal é o documento utilizado pelo governo que tem como objetivo fiscalizar e arrecadar os impostos associados às operações de compra e venda no país. É assunto muito sério!

Deixarde informar por meio desse documento as atividades da sua empresa pode resultar em penalidades.

Uma das penalidades é ser acusado de sonegação de impostos, crime que prevê prisão de dois a cinco anos, além de multa. Se o réu for primário, é possível evitar a prisão – mas, quem quer arriscar?

Além de problemas de constrangimento, a multa pode aumentar em muito o valor do tributo sonegado. Dói no bolso, também.

O que também pode prejudicar a empresa ao não emitir notas fiscais é a perda de garantias. São as informações contidas nas notas que servem como garantias legais de um produto ou serviço adquirido. Se você não emite a nota, nega esses dados aos consumidores e fornecedores. 

Além de ter que responder judicialmente e pagar multas, deixar de emitir notas fiscais pode comprometer a imagem da empresa e resultar em inúmeros prejuízos.

Se você ainda tem dúvida sobre a importância de emitir corretamente a nota fiscal sobre os seus serviços ou produtos, vamos sintetizar cinco motivos que vão fazer você mudar de ideia.

5 motivos para emitir nota fiscal

1. Estar de acordo com a lei

Com certeza, você que é empreendedor, quer ter noites tranquilas de sono e ter certeza que contribui para a economia do seu país, não é mesmo? Por isso, ao emitir corretamente as notas fiscais, você não corre o risco de ser acusado de sonegação de impostos.

A sonegação de impostos é um problema para o governo, mas, acredite, principalmente para os empresários.  Seja por má fé ou, até, por desconhecimento, buscar formas de driblar os impostos é cometer um crime. O crime de sonegação fiscal está previsto no artigo 1° da Lei 8.137/1990.

As empresas que não emitem notas fiscais podem ser identificadas por meio de auditorias da Receita Federal ou a partir de denúncias de consumidores.

Para evitar esse transtorno e se manter dentro da lei, você deve emitir corretamente a nota fiscal e, claro, pode contar com a assessoria da Contabilizei em todo esse processo. Além disso, é importante você mantê-las organizadas e cópias arquivadas por até cinco anos.

2. Não desperdiçar dinheiro com multas

A sonegação de impostos por não emitir nota fiscal está sujeita à multa que varia entre 10% e 100% sobre o valor de cada nota contestada.

Uma das sanções previstas nos casos de não emissão intencional é multa corresponde a 75% do valor da nota omitida. Já a emissão com informações erradas corresponde a 20% de seu valor.

Além de serem cumulativas, as infrações são compostas de juros que elevam ainda mais a quantia devida.

Com certeza, você não vai querer desperdiçar seu dinheiro dessa forma, certo?

3. Garantias

A nota fiscal é o documento que comprova as características da mercadoria ou serviço, a data na qual a compra foi feita e é essencial para contar com as garantias legais do produto.

Ter a nota é uma segurança tanto para os consumidores finais quanto para as empresas que compram matérias prima, equipamentos, produtos, uma vez que em caso de defeitos, dá o direito de trocar ou consertar aquela mercadoria.

Você vai querer oferecer garantia ao seu cliente e, também, obter garantias dos seus fornecedores, já pensou nisso?

4. Manter a imagem positiva da empresa

Cada vez mais, os consumidores estão conscientes das desvantagens de adquirir mercadorias sem nota fiscal. Além de perder vendas, quem arrisca a não emitir a nota acaba gerando uma imagem negativa do seu negócio e comprometendo as relações com outras empresas. 

Mas, ufa, não é o seu caso. Sua empresa não será associada à má fé e você não terá prejuízos.

5. Contar com crédito

Se você precisar expandir ou melhorar o seu negócio, vai ter facilidade em conseguir crédito. Já quem sonega e não emite notas, pode ter muitas dificuldades.

Isso pode acontecer, porque, ao não emitir notas fiscais, a empresa estará omitindo informações junto ao fisco. Assim, esses órgãos não sabem ao certo o valor em caixa que a empresa realmente possui.

Como o valor declarado será sempre menor do que o real, o banco pode interpretar que a empresa não possui dinheiro suficiente e recusar o empréstimo.

Mais uma vez, ponto para você, que está de acordo com a lei.

Apoio no caminho certo

Agora que você já entendeu as vantagens de estar de acordo com a lei e os problemas que pode evitar ao emitir corretamente as notas fiscais de sua empresa, está na hora de você buscar uma assessoria que possa deixá-lo ainda mais seguro sobre as obrigações de sua empresa e a melhor forma de cumpri-las. 

Entre em contato com a Contabilizei e veja o quanto podemos ajudá-lo, desde a criação do seu negócio até o correto gerenciamento de todos os processos, incluindo a emissão de notas fiscais. Conta com a gente!

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aquie entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Original por Contabilizei