Site icon Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal

Apareceu um consignado sem sua autorização? Saiba o que fazer.

Imagem por @freepik / freepik

Imagem por @freepik / freepik

Com a evolução da tecnologia, é cada dia mais comum utilizar o celular e o computador para realizar operações bancárias, consultar saldos, fazer transferências, solicitar benefícios, pedir comida em casa, entre outros. Portanto, os golpistas estão atentos a isso e se aproveitam da boa fé das pessoas para praticar atos ilícitos.

Aposentados e pensionistas são as maiores vítimas deste tipo de gente. A fraude do empréstimo consignado tomou volume prejudicando milhares de idosos. Dados do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) mostram que as reclamações por crédito consignado irregular, em todo o sistema bancário, cresceram 12,78% de 2019 para 2020, passando de 29.551 para 33.329. Na base de dados do Portal do Consumidor, do governo federal, as reclamações mais do que dobraram, saltando de 39.688 para 89.688, no mesmo período — alta de 124,45%.

O que fazer se você foi vítima de um golpe?

Infelizmente se o desconto já foi debitado do seu benefício é preciso que várias providências sejam tomadas. Vamos listar o que deve ser feito:

Assim que o aposentado ou pensionista detectar um empréstimo não autorizado em sua conta, não deve perder tempo e logo procurar tomar providências. Faça valer seus direitos.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Sair da versão mobile