Aposentadoria do INSS sofre reajuste de 5,45% em 2021

0

A aposentadoria do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para os beneficiários que recebem acima de um salário mínimo será de 5,45%. Isso significa que o teto do INSS passa a ser de R$ 6.433,57.

Na quarta-feira (13), o Ministério da Economia publicou, no Diário Oficial da União, a Tabela de contribuição e de pagamentos do INSS para o ano de 2021. Esses reajustes estão valendo para quem recebe mais de um salário mínimo.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2020, ficou 5,45%, como divulgou na terça-feira (12), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse índice mede a inflação para famílias com renda entre um e cinco salários mínimos.

Para você compreender como ficará seu salário do INSS, veja o exemplo:

Designed by LightField Studios / shutterstock

Uma pessoa que recebe R$ 1.200 passará a receber R$ 1.265. Já quem recebe, atualmente, R$ 2.400 terá o valor reajustado para R$ 2.530,80.
Para quem recebe um benefício de R$ 6.000 passará a receber R$ 6.327.
O INPC também muda o teto pago pelo INSS, passando agora a ser R$ 6.433,57. Segundo a previdência 11,7 milhões de aposentados e pensionistas serão afetados, já que recebem mais de um salário mínimo.

Reajuste de aposentadoria do INSS concedida em 2020

Quem começou a receber o benefício no ano passado terá o valor reajustado de forma proporcional.

Desta forma, o reajuste será com base ao acumulado da inflação durante os meses em que recebeu o pagamento. Veja abaixo como fica o reajuste em cada mês.

Veja no quadro abaixo:

  • Janeiro: 5,45%;
  • Fevereiro: 5,25%;
  • Março: 5,07%;
  • Abril: 4,88%;
  • Maio: 5,12%;
  • Junho: 5,39%;
  • Julho: 5,07%;
  • Agosto: 4,61%;
  • Setembro: 4,23%;
  • Outubro: 3,34%;
  • Novembro: 2,42%;
  • Dezembro: 1,46%.

Reajuste da aposentadoria do INSS para quem recebe um salário mínimo

Para quem recebe do INSS um salário mínimo, deve levar em conta, que o Instituto faz o reajuste com base no piso nacional. Sendo assim, quem recebe um salário minimo do INSS, a partir do dia 25 de janeiro, irá retirar o valor de R$ 1.102.

Veja calendário de pagamento do INSS para 2021

Para quem recebe até 1 salário mínimo
Final 05/2; 5/3; 8/4; 7/5; 8/6; 7/7; 6/8; 8/9; 7/10; 8/11; 7/12 e 7/1/2022
Final 125/1; 22/2; 25/3; 26/4; 25/5; 24/6; 26/7; 25/8; 24/9; 25/10; 24/11 e 23/12
Final 226/1; 23/2; 26/3; 27/4; 26/5; 25/6; 27/7; 26/8; 27/9; 26/10; 25/11 e 27/12
Final 327/1; 24/2; 29/3; 28/4; 27/5; 28/6; 28/7; 27/8; 28/9; 27/10; 26/11 e 28/12
Final 428/1; 25/2; 30/3; 29/4; 28/5; 29/6; 29/7; 30/8; 29/9; 28/10; 29/11 e 29/12
Final 529/1; 26/2; 31/3; 30/4; 31/5; 30/6; 30/7; 31/8; 30/9; 29/10; 30/11 e 30/12
Final 61º/2; 1º/3; 1º/4; 3/5; 1º/6; 1º/7; 2/8; 1º/9; 1º/10; 1º/11; 1º/12 e 3/1/2022
Final 72/2; 2/3; 5/4; 4/5; 2/6; 2/7; 3/8; 2/9; 4/10; 3/11; 2/12 e 4/1/2022
Final 83/2; 3/3; 6/4; 5/5; 4/6; 5/7; 4/8; 3/9; 5/10; 4/11; 3/12 e 5/1/2022
Final 94/2; 4/3; 7/4; 6/5; 7/6; 6/7; 5/8; 6/9; 6/10; 5/11; 6/12 e 6/1/2022
Fonte INSS
Para quem recebe acima de 1 salário mínimo
Finais 1 e 61º/2; 1º/3; 1º/4; 3/5; 1º/6; 1º/7; 2/8; 1º/9; 1º/10; 1º/11; 1º/12 e 3/1/2022
Finais 2 e 72/2; 2/3; 5/4; 4/5; 2/6; 2/7; 3/8; 2/9; 4/10; 3/11; 2/12 e 4/1/2022
Finais 3 e 83/2; 3/3; 6/4; 5/5; 4/6; 5/7; 4/8; 3/9; 5/10; 4/11; 3/12 e 5/1/2022
Finais 4 e 94/2; 4/3; 7/4; 6/5; 7/6; 6/7; 5/8; 6/9; 6/10; 5/11; 6/12 e 6/1/2022
Finais 5 e 05/2; 5/3; 8/4; 7/5; 8/6; 7/7; 6/8; 8/9; 7/10; 8/11; 7/12 e 7/1/2022
Fonte INSS

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil