Aposentadoria Negada: Saiba como evitar e como reverter

0

Todo brasileiro almeja uma aposentadoria, para alguns esta é uma realidade distante e para outros já é um sonho concreto, por isso é primordial você planejar a sua aposentadoria e estar por dentro de todos os requisitos e se necessário procurar ajuda de um profissional. 

Existem critérios que se não forem cumpridos o seu benefício poderá ser negado, mas não é por isso que você tem que desistir do seu pedido, pois, existem outras formas de inverter essa situação. 

Na matéria de hoje vamos listar alguns tópicos para auxiliar você nosso leitor a evitar que seu pedido seja negado. 

Tempo de Contribuição 

Existem falhas no INSS na hora de registrar alguns períodos e caso você não tenha tempo suficiente de contribuição o seu pedido de aposentadoria será negado. 

No próprio site do INSS você tem acesso a simular sua aposentadoria e saber quanto tempo falta para aposentar.  

Recolhimento de Atividade Especial 

Uma das causas para o seu benefício ser negado é falta de recolhimento de atividade especial, se você trabalhou 25 anos em atividade em exposição à insalubridade, você poderá se aposentar mais cedo do que o tempo solicitado na aposentadoria comum. 

A aposentadoria especial é de alto custo aos cofres da Previdência e por este motivo o benefício costuma ser negado com facilidade. 

E para evitar esse transtorno é bom estar com o LTCAT e o PPP atualizados, caso você queira fazer o pedido de aposentadoria judicialmente, pois, isso irá te ajudar muito.

Recolhimento de atividade rural ou de pesca. 

A partir dos 12 anos de idade todo tempo trabalhado em regime de economia familiar (agricultura, pecuária, pesca, etc.) conta como aposentadoria. 

É normal este pedido ser negado por falta de reconhecimento do tempo trabalhado no campo ou na pesca.

Por isso é necessário juntar toda a documentação necessária e se possível procurar a ajuda de um profissional.

Inconsistência de dados no CNIS 

O CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais) este documento lista os períodos e valores de contribuições feitos durante suas atividades laborais. 

Porém é normal faltar alguns períodos no documento, caso isso aconteça você poderá agendar no INSS um pedido a revisão do CNIS e leve até a agencia algo que comprove o tempo trabalhado que não está registrado no documento.

Falha por parte da empresa 

Se a empresa que você prestou serviços não tenha realizado as devidas contribuições ao INSS, provavelmente o seu tempo de contribuição não será registrado e seu pedido de aposentadoria será negado.

Portanto será necessário comprovar que você trabalhou na empresa e você pode comprovar isso através da carteira de trabalho ou contracheques. 

Falta de contribuição de empresário ou de autônomo. 

Se você for autônomo ou empresário e deixar de fazer as suas contribuições ao INSS, isso irá impedir sua aposentadoria, para que você tenha o período trabalhado reconhecido é necessário quitar todos os débitos pendentes.

Conclusão 

Podemos concluir que é fundamental você garantir todos os critérios para o seu pedido de aposentadoria e para isso é interessante você realizar um bom planejamento de aposentadoria com profissional qualificado.

Por meio de um planejamento você saberá seu tempo de contribuição, os valores que tem direito a receber e qual o melhor método de aposentadoria mais vantajoso no seu caso.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Por: Laís Oliveira