Aposentadoria por invalidez: o que muda com reforma da previdência

0

A aposentadoria por invalidez é um benefício previdenciário muito importante para os segurados, pois garante o sustento dos trabalhadores impossibilitados de exercer as suas funções por causa de doenças ou lesões.

Porém, a reforma da previdência traz impactos para diversos benefícios pagos pelo INSS, inclusive a essa modalidade de aposentadoria.

Dessa forma, é importante saber o que muda em caso de aprovação da proposta.

Para esclarecer o assunto, preparamos este conteúdo explicando as regras atuais e os pontos de mudança no benefício por invalidez. Confira!

Como funciona a aposentadoria por invalidez?

Essa modalidade de aposentadoria é devida aos segurados do INSS que ficam incapacitados de forma total e permanente para o trabalho, precisando do benefício para manter a sua subsistência após se afastar de suas funções.

Para ter direito a ela, é preciso comprovar a incapacidade em uma perícia médica, ter cumprido a carência de 12 meses prevista na lei e ainda estar na qualidade de segurado do INSS quando for acometido pelo problema de saúde ou pela lesão.

A carência é dispensada quando a incapacidade é decorrente de acidente de trabalho — incluindo as doenças ocupacionais —, ou se o segurado for portador de um dos problemas de saúde previstos na Portaria MPAS/MS n.º 2.998/2001, como cardiopatia grave, câncer, doença de Parkinson etc.

Quais são as mudanças propostas?

A reforma da previdência propõe um nome diferente para o benefício: aposentadoria por incapacidade permanente. No entanto, também existem outras mudanças importantes que fazem parte do projeto. Acompanhe!

Base de cálculo

Esse é um dos principais impactos da mudança proposta. Atualmente, o “salário de benefício”, que serve de base para determinar o valor dos pagamentos do INSS, é baseado nos 80% maiores pagamentos do segurado, realizados a partir de julho de 1994.

Os 20% menores são descartados, aumentando a aposentadoria.

A mudança propõe que a base de cálculo considere todas as contribuições do segurado na mesma época, sem desconsiderar as menores.

Portanto, essa alteração diminuirá o valor dos pagamentos feitos aos aposentados.

Valor do benefício

O benefício terá valor equivalente a 60% da média dos recolhimentos do INSS, com acréscimo de 2% por ano que exceder 20 anos de contribuição.

No caso das aposentadorias por invalidez devido a acidente de trabalho, o valor do benefício será de 100% da média das contribuições realizadas, independentemente do tempo de serviço do segurado.

Além disso, vale lembrar que quem já recebe o benefício não será impactado com essas alterações.

A reforma da previdência tem como objetivo reduzir as despesas do INSS, por isso, os planos são de que a nova regra seja aprovada e entre em vigor ainda em 2019.

Portanto, é fundamental conhecer quais são as mudanças nos benefícios — como a aposentadoria por invalidez — para saber como ficarão os seus direitos em caso de aprovação da proposta.

Agora que você já sabe o que pode mudar na aposentadoria por invalidez, fique de olho nas notícias sobre a aprovação da reforma e, caso tenha dúvidas, consulte um profissional especializado em direito previdenciário para não cometer erros ao solicitar o benefício.

Gostou do conteúdo? Para saber outras novidades e dicas sobre os seus direitos no INSS, siga a nossa página do Facebook e acompanhe nossas publicações!

Dica extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Fonte: Patricia Wurfel