Aposentadoria: Quais são os 5 principais erros no cálculo do benefício?

Arrecadar de forma errada pode fazer com que o segurado gaste além do necessário.

A Reforma da Previdência que entrou em vigor em 13 de novembro de 2019, alterou várias regras dos benefícios concedidos pelo INSS , com a aposentadoria não foi diferente.

Um erro no cálculo do benefício pode prejudicar bastante o segurado, por isso preparamos esse artigo para esclarecer alguns pontos e evitar que falhas aconteçam.

Quais são os principais erros cometidos no cálculo da aposentadoria?

Acompanhe a seguir as principais falhas no cálculo do benefício:

Falta de verificação das informações no INSS

O cálculo do benefício é baseado nas informações do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), mas em grande parte das vezes essas informações estão desatualizadas ou incorretas. Quando isso acontece, o segurado pode atualizar os dados, através do site  Meu INSS.

Carteira de trabalho com rasura

O segurado que quer evitar falhas no cálculo do seu benefício, precisa verificar se todas as informações da carteira de trabalho estão legíveis e se  o documento está em bom estado.

Importante: Se houver algum tipo de rasura nas datas de admissão ou demissão, o tempo de arrecadação considerado pelo INSS poderá ser diferente do tempo calculado pelo segurado. Assim, a autarquia pode compreender que o contribuinte não cumpriu o tempo necessário para a solicitação do benefício.

Como o segurado pode  evitar esse transtorno?

O contribuinte pode evitar esse tipo de problema comprovando os vínculos de emprego, apresentando os contracheques e documentos de admissão e demissão. 

Não fazer planejamento previdenciário

Quando falamos em planejamento previdenciário, muitas pessoas acham que é algo supérfluo; mas ele é a forma correta de assegurar a aposentadoria. 

Uma dica importante para evitar esse problema é anotar tudo, conferir o valor total das arrecadações realizadas e quanto tempo falta para conseguir a aposentadoria.

Vale ressaltar, que o auxílio de um advogado especialista na área torna esse processo muito mais simples.

Escolher a modalidade errada

Contribuir de forma errada pode fazer com que o segurado gaste além do necessário. Para evitar esse tipo de dor de cabeça, o indicado é fazer simulações do benefício. Assim, será mais fácil garantir a aposentadoria mais vantajosa, que atendenda às suas necessidades.

Demorar para conferir a concessão do benefício  

A Previdência Social, assim como tudo na vida, está sujeita a erros. Essa falha pode ser evitada com a confirmação da aposentadoria concedida. 

Vale lembrar, que é muito importante que o segurado acompanhe cada detalhe do processo de concessão do benefício e reveja algumas questões, como: erros de cálculo; arrecadações não registradas; atividades não reconhecidas; verbas trabalhistas não incluídas. 

O que o segurado pode fazer se desconfiar de algum erro no cálculo da aposentadoria?

Quando isso acontece o contribuinte pode pedir uma revisão do benefício.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Comentários estão fechados.