Aposentados do INSS começam a receber nesta sexta-feira

Atualmente o valor do salário mínimo está em R$ 1.212 e o teto do INSS em R$ 7.087,22

Os aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que recebem um salário mínimo, terão o seu pagamento liberado nesta sexta-feira (24). No dia 1º de julho, recebem quem ganha acima de um salário mínimo.

Atualmente o valor do salário mínimo está em R$ 1.212 e o teto do INSS em R$ 7.087,22.

Veja o calendário de pagamento

Para quem ganha um salário mínimo:

final do benefício 1 – 24 de junho;

final do benefício 2 – 27 de junho;

final do benefício 3 – 28 de junho;

final do benefício 4 – 29 de junho;

final do benefício 5 – 30 de junho;

final do benefício 6 – 1º de julho;

final do benefício 7 – 04 de julho;

final do benefício 8 – 05 de julho;

final do benefício 9 – 06 de julho;

final do benefício 10 – 07 de julho.

Para quem recebe acima do piso nacional:

final do benefício 1 e 6 – 01 de julho;

final do benefício 2 e 7 – 04 de julho;

final do benefício 3 e 8 – 05 de julho;

final do benefício 4 e 9 – 06 de julho;

final do benefício 5 e 0 – 07 de julho.

14º salário do INSS fica para 2023

O Projeto de Lei 4367/20 que institui o pagamento excepcional de um 14º salário para os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) não tem muitas chances de serr aprovado em 2022.

Uma alteração mudou os planos que previam votação nos próximos dias, já que tinha recebido parecer favorável na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados. 

De acordo com o relator da proposta na CCJC, o deputado Ricardo Silva (PSD-SP): 

“Infelizmente, em seu último trâmite, um ato nada usual do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), retirou de pauta e submeteu à análise de comissão especial. Esse gesto, por si, mata qualquer possibilidade de análise neste ano. Mas não desistiremos de lutar pelos aposentados e pensionistas”.

Desde 2020 que os aposentados e pensionistas vêm ouvindo falar que será liberado o 14º salário para compensar os impactos causados pela pandemia do novo coronavírus. No entanto, sempre é adiada uma possível votação que permita o pagamento do abono extra.

O 14.º salário foi uma medida proposta em meio a antecipação do abono natalino (13.º salário) em decorrência da pandemia da Covid-19. O benefício foi apresentado através de dois projetos, um no senado e outro na Câmara dos Deputados, ambos se encontram em processo de tramitação.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Comentários estão fechados.