Serão creditados R$ 894 milhões a 8,2 mil segurados do INSS que ganharam ações.

Dinheiro é depositado em contas abertas na Caixa ou BB no nome do segurado que ganhou o processo. 

A Justiça já definiu quando vai pagar atrasados de ações previdenciárias a mais de oito mil aposentados e pensionistas do INSS. O Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região informou ao DIA que os precatórios e as Requisições de Pequeno Valor (RPVs), referentes a processos que tiveram sentenças finais em fevereiro deste ano, serão liberados a partir do dia 10 de abril. Ao todo serão quitados cerca de R$ 894 milhões.

O pagamento será feito por meio de crédito em contas abertas em agências da Caixa Econômica Federa ou do Banco do Brasil. O tribunal, que abrange os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, é o responsável pela abertura das contas dos 8.208 segurados que saíram vitoriosos em processos judiciais de revisões e concessões de benefícios. Para os demais estados foram destinados R$ 10,15 bilhões em RPVs e precatórios para beneficiar 156 mil pessoas.

Do total de recursos liberados pelo Conselho de Justiça Federal (CJF), R$ 45 milhões são para pagar 2,6 mil aposentados e pensionistas do INSS que venceram ações em fevereiro. Esses atrasados são limitados a 60 salários mínimos (R$57.240). As RPVs são liberadas mensalmente.

Para os valores acima deste patamar, o conselho destinou cerca de R$ 849 milhões de precatórios para 5.511 pessoas no Rio e ES. As verbas são repassadas diretamente ao TRF, responsável pelos pagamentos dos processos e calendário de liberação.

Nos precatórios estão incluídos salários, vencimentos, proventos, pensões e suas complementações, benefícios previdenciários e indenizações por morte ou por invalidez, fundadas em responsabilidade civil, em virtude de sentença judicial transitada em julgado. O pagamento é feito uma vez por ano.

Veja como conferir

Os segurados que quiserem conferir quanto vão receber do INSS, podem acessar a página do tribunal www.trf2.jus.br. Nela, precisam ir ao menu à esquerda da tela e procurar o campo Precatórios/RPV, e clicar em seguida em “Consultas”, depois em Pesquisa ao Público.

Para facilitar o acesso, os segurados devem ter o número do requerimento do processo ou do CPF ou da ação judicial que foi ganha contra o instituto. Ao digitar o código que vai aparecer na tela, basta o segurado clicar em “Confirmar” para concluir a operação.

Via O Dia

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.