Abrir uma empresa é uma decisão que passa por várias etapas.

Uma delas, por exemplo, diz respeito à escolha entre uma sociedade ou empresa individual.

Ou seja, é de extrema importância que você tenha em mente, por meio de um plano de negócios, se a sua empresa será aberta com a presença de sócios ou não.

Empreender de maneira individual ou coletiva é uma decisão que vai de acordo com os objetivos de cada um.

No entanto, é necessário entender que ela implica diretamente na administração de uma empresa.

Dessa forma, antes de decidir por abrir uma sociedade ou empresa individual, é fundamental conhecer cada uma das opções.

Leia o nosso artigo a seguir para descobrir do que se trata cada um dos modelos e tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Sociedade limitada ou empresa individual?

Antes de abrir uma empresa, é necessário fazer um minucioso planejamento.

Isso envolve pesquisa de mercado, definição de objetivos e metas, investimentos, além de decidir entre uma sociedade ou empresa individual.

Atualmente, o Brasil oferecer diversas modelos de empresa para os empreendedores que desejam começar o próprio negócio.

Sendo assim, dentre todas as opções disponíveis, podemos destacar a possibilidade de abrir uma pequena empresa com sócios (sociedade) ou sozinho (empresa individual).

Portanto, conheça agora sobre cada uma das opções e saiba decidir entre uma sociedade ou empresa individual. 

Acompanhe conosco!

O que é uma Sociedade Limitada (LTDA)?

Uma Sociedade Limitada (LTDA) é um dos modelos mais conhecidos e adotados para aquelas empresas com um ou mais sócios.

A sua principal característica se apresenta pelo papel de cada sócio dentro da empresa, uma vez que ela se dá de maneira limitada.

Ou seja, a participação de cada um dos sócios se apresenta de acordo com o capital investido por eles.

Dessa forma, os sócios da empresa possuem suas contas pessoais totalmente separadas das contas da empresa.

O que significa que eles possuem uma responsabilidade limitada sobre elas.

Isso significa que qualquer investimento feito, seja ele por meio de dinheiro, bens móveis e imóveis é equivalente ou parcial.

O que difere é o percentual que os sócios, de maneira individual, possuem da empresa.

Portanto, caso a empresa venha a falir ou até mesmo ocorra o rompimento da sociedade, o capital de cada um dos sócios fica protegidos.

Principais vantagens

Por ser um dos modelos mais praticados no país, espera-se que ele apresente inúmeras vantagens para os empresários.

Sendo assim, conheça agora os principais benefícios de se optar por abrir uma Sociedade Limitada (LTDA)

  • Atuação integrada dos sócios no negócio;
  • Remuneração equivalente ao investimento;
  • A empresa tem a sua autonomia preservada;
  • O foco, em casos de prejuízos financeiros, é a preservação do negócio;
  • Possibilidade de exclusão de algum sócio.
Como abrir uma empresa

Portanto, antes de decidir entre sociedade ou empresa individual, é fundamental entender o que cada um representa para o seu negócio.

Vamos descobrir agora como lidar nos casos em que o empreendedor deseja abrir a sua empresa sozinho.

Empresário Individual (EI)

Aqueles empresários que desejam abrir uma empresa sem o auxílio de sócios pode optar por se tornar um Empresário Individual.

Ou seja, esse é o modelo ideal para quem deseja fazer a gestão da sua empresa sozinho.

Entretanto, o modelo possui especificidades próprias que precisam ser de conhecimento de todo futuro empreendedor.

Dessa maneira, a principal característica de um Empresário Individual é que o patrimônio da pessoa física acaba se confundindo com o da pessoa jurídica.

Logo, cabe ao empresário responder, de maneira ilimitada, por toda e qualquer dívida da sua empresa.

O que significa que o seu patrimônio será utilizado para quitá-las.

Em alguns casos, até o mesmo os bens do cônjuge do empreendedor poderão ser utilizados em favor da empresa.

No entanto, existe outro modelo de empresa para quem deseja abrir uma empresa sozinho, a Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI). Conheça agora!

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI)

A principal diferença entre uma Empresa de Responsabilidade Limitada (EIRELI) e um Empresário Individual (EI) é que aqui a responsabilidade atribuída à pessoa física é limitada.

Desse modo, a pessoa física não precisa responder com o seu patrimônio para quitar com as dívidas da empresa.

Em contrapartida, exige-se um bom patrimônio para se tornar um EIRELI.

Deve-se ter um capital social equivalente a 100x do salário mínimo vigente no momento.

Como optar entre sociedade ou empresa individual?

Optar entre sociedade ou empresa individual é uma das várias decisões que um empreendedor precisa passar.

Dessa maneira, é de extrema importância que, antes de empreender, você saiba que estará lidando com um processo que exige bastante conhecimento e uma mente empreendedora.

Sendo assim, saiba que não é preciso passar pela abertura e gestão de uma empresa sozinho!

Hoje, é possível contar com o auxílio de um serviço profissional especializado para manter a sua empresa organizada, como uma contabilidade.

DICA EXTRA JORNAL CONTÁBIL: Imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

O nosso parceiro Viver de Contabilidade criou um programa completo que ensina tudo que um contador precisa saber no dia a dia, Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa da Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil

Fonte: Diacontec