As maiores empresas investindo em bitcoin

Até quem não acompanha o mercado financeiro há de concordar: só se fala em Bitcoin. A criptomoeda que teve um boom de valorização entre os anos 2016 e 2018.

Até quem não acompanha o mercado financeiro há de concordar: só se fala em Bitcoin. A criptomoeda que teve um boom de valorização entre os anos 2016 e 2018, e tem ganhado mais popularidade agora durante a pandemia é um dos ativos financeiros que mais se valorizou nos últimos anos e tem despertado o interesse até mesmo de empresas.

Aliás, com a recente popularização do Bitcoin nas redes sociais, cada vez mais pessoas querem dar o primeiro passo no mundo dos investimentos em criptomoedas. E para investir com segurança é importante entender bem o mercado, e contar com a expertise de diferentes corretoras. O que mais chama atenção dos investidores, e tem aquecido o mercado de criptomoedas é a presença agressiva de grandes empresas. E é disso que a gente vai falar hoje.

Que empresas saíram na frente na hora do investimento em Bitcoin?

Até algum tempo atrás a simples ideia de que empresas públicas fariam negócios em Bitcoin, ou comprariam o ativo para usar como fundo de reserva era algo caricato. Era impensavel pensar que empresas sólidas investiriam em algo tão “volátil”. É que achava-se que as criptomoedas eram insconstante demais para serem confiáveis.

É claro que esse pensamento mundou, especialmente no último ano, impulsionado pelos efeitos econômicos da pandemia da Covid-19. O grande taboo que existe em torno dos Bitcoins é cada vez melhor, e mais e mais empresas estão investindo na moeda. Aliás, o número de Manchetes em diferentes veículos jornalísticos aponta um crescimento nessa modalidade no mercado. Mas quer saber quais são as empresas que mais investem atualmente em criptomoedas? Nós contamos a seguir:

MicroStrategy

A americana MicroStrategy é uma empresa que possui uma plataforma de análise de negócios e foi uma das primeiras a adotar Bitcoin como seu principal fundo de reserva. Ao longo do ano de 2021, a empresa fez seus maiores investimentos e hoje possui 105,085 BTC, o equivalente a mais de $5 bilhões de dólares. O CEO da empresa, Michael Saylor, chegou a afirmar que eles compram $1,000 Bitcoin por segundo.

Tesla

Outro grande nome que encabeça a lista de empresas investindo em Bitcoin é a empresa de veículos elétricos Tesla. Estima-se que eles movimentaram cerca de $1.50 bilhões de dólares da criptomoeda, mesmo tendo vendido 10% de suas carteiras no primeiro quadrimestre de 2021. O próprio CEO Elon Musk declarou que o investimento era pra “provar a liquidez da moeda como uma alternativa para manter o dinheiro em seu balanço patrimonial”

Hoje, os 42,902 BTC da Tesla valem cerca de $1.37 bilhão de dólares. A decisão do investimento reflete a política da empresa de diversificar o número de valores em mãos, investindo em diferentes carteiras para maximizar o retorno financeiro. E ela tem investido em outros tipos de criptomoedas também.

Galaxy Digital Holdings

Como é de se esperar, uma das maiores empresas investidoras de Bitcoin no mundo está diretamente envolvida com a indústria de criptomoedas: a Galaxy Digital Holdings. Atualmente, a empresa possui cerca de 16,400 BTC, o que equivale a cerca de 800 milhões de dólares. A empresa foi fundada por Michael Novogratz em Janeiro de 2018, e desde lá ela tem sido uma grande embaixadora das criptomoedas, advogando pela moeda, e defendendo sua valorização.

Voyager Digital LTD

Nossa lista tem mais uma empresa estrangeira: a Crypto brokerage Voyager Digital que hoje tem um montante de 12,260 BTC according to bitcointreasuries.org, algo que gira em torno de $400 milhões de dólares. A empresa pretende ter sempre em sua cartela de investimentos a negociação de ativos digitais já que em maio de 2021, depois dos investimentos em bitcoin, ela registrou uma receita de $ 60,4 milhões, um aumento de 16 vezes em relação ao trimestre anterior. 

Square Inc.

Junto com a compra de Bitcoin pela empresa Tesla, o investimento da Square em outubro de 2020 gerou burburinhos no mercado econômico. Isso porque a empresa fez o investimento de $ 50 milhões de dólares em Bitcoin, algo considerado inusitado para uma empresa vista como um perfil moderado de investimento. Mas desde a primeira compra em ativos, a empresa de pagamentos tem investido cada vez mais, e colhido bons resultados. Estimativas revelam que ela arrecadou $ 170 milhões de dólares em seu demonstrativo de lucros do quarto trimestre de 2020. 

Que empresas brasileiras também investem em Bitcoin?

O mercado de investimentos em criptomoedas no Brasil tem crescido muito especialmente para empresas também. De acordo com o Portal Valor Investe, a Yubb e Empiricus são as primeiras empresas brasileiras a divulgar investimentos na famosa criptomoeda. As informações não são totalmente detalhadas e a Yubb não compartilhou o valor exato dos seus investimentos, mas a Empiricus aplicou R$ 100 mil em um fundo da Vitreo. 

E se enquanto no exterior, as pioneiras americanas investem em Bitcoins para criar um fundo de reserva monetária, por aqui a motivação das empresas para aplicações em cripto é mais simbólica. Em terras brasileiras, as empresas que se aventuram no mundo dos investimentos em Bitcoin o fazem para sinalizar à clientela que aceitam também esse tipo de pagamento, ou para mostrar que estão dispostos a se envolver com os mesmos riscos que os seus consumidores. É quase como um posicionamento: se a criptomoeda é o ativo mais transformador da atualidade, empresas disruptivas precisam sair na frente, e investir também.

Por que investir em bitcoin?

Como dá pra ver, o mercado de investimento em Bitcoin anda agitado no Brasil e no Mundo, mesmo com muitas pessoas ainda incrédulas sobre a credibilidade do investimento. Enquanto uns ainda seguem descrentes sobre a segurança da moeda, outros saem na frente avançando nos investimentos, agariando lucros, para que a criptomoeda se popularize. 

Aliás, além das muitas empresas investindo na moeda, há também o exemplo de El Salvador, que pretende reconhecer o Bitcoin como uma moeda legal. O país começou a instalar caixas eletrônicos para que cidadãos possam converter bitcoins em dólares. Além disso, o governo criou um fundo de US$ 150 milhões para apoiar as conversões do token em moeda americana. 

Vale mencionar que a bitcoin é uma tecnologia segura, talvez uma das mais seguras existentes. É claro que toda essa segurança não significa que os investimentos necessariamente vão trazer um retorno positivo. A verdade é que, como qualquer outro fundo de investimento, se você souber com quem investir, a possibilidade de lucrar torna-se consideravelmente maior.

O primeiro passo para começar a investir é procurar uma boa corretora. O ideal é buscar empresas confiáveis e com reconhecimento no mercado de investimentos, como a Immediate Edge, para que você tenha segurança em seus investimentos. Essas empresas facilitam sua experiência como investidor, uma vez que elas disponibilizam diversas funcionalidades, recursos de proteção e maior liquidez.

Algumas dessas exchanges lançaram nos últimos meses serviços exclusivos para clientes institucionais. Isso porque é cada vez maior o número de CNPJs que se preparam para receber pagamentos em criptos e que, por isso, cogitam comprar bitcoins para compor a tesouraria.

E a sua empresa, já está investindo em bitcoins?

A cada dia que passa mais e mais empresas decidem investir parte do seu capital em Bitcoin. Além de uma “aposta”, a moeda passou a ser uma forma de aumentar a lucratividade dos negócios quando se sabe como investir. E a sua empresa, já está investindo em criptomoedas?

Comentários estão fechados.