ética
Tempo de Leitura: 2 minutos

Para que a sua empresa não caia nessas mentiras e seja prejudicada, deixe o seu departamento pessoal atento

Com a recente crise financeira o desemprego aumentou sobremaneira e a concorrência no mercado de trabalho cresceu bastante. Com isso, o departamento pessoal das empresas precisam ficar atentas, pois algumas pessoas fazem de tudo em uma entrevista de emprego, até mentir descaradamente.

Por isso mesmo o departamento pessoal precisa ficar atento, pois uma decisão errada em uma contratação pode gerar grandes transtornos na empresa. Contudo, o contratado que mente não quer saber no coletivo e sim na sua própria contratação e esse é o primeiro motivo para a falta de escrúpulos.

Fora que a mentira é um mecanismo de defesa e escama quando a pessoa se sente acuada em qualquer situação, então se a pessoa usa esse mecanismo para sair de uma situação adversa em uma entrevista de emprego, contratado utilizará desse desvio de caráter para sair de situações adversas dentro do seu trabalho na empresa.

Por isso, o departamento pessoal precisa ser safo, pois a entrevista de emprego fala muito sobre quem é o funcionário.

As mentiras mais contadas

Há um hall de mentiras clássicas que o departamento pessoal precisa ficar atentos vão no campo do desempenho e da experiência.

Anúncios

O primeiro grande problema está no local onde reside, estando até antes da entrevista, mas embutida no currículo analisado pelo entrevistador antes da chamada. Com a falta de emprego na sua cidade é muito comum que pessoas procurem em outras cidades e digam que moram no local onde procura emprego, já que algumas empresas não aceitam funcionários em outras cidades por questões econômicas.

Outra desculpa bastante usada é quanto ao modo de desligamento no último emprego. Há uma linha tênue entre pedir demissão e ser demitido, e convenhamos que em tempos de crise pedir demissão tem sido cada vez mais raro. Em tempos de crise a demissão tem sido comum e o motivo quase que unânime tem sido o de corte de gastos. O candidato que alega que tenha pedido demissão corre o risco de perder a vaga num eventual contato do departamento pessoal com a sua antiga empresa, e numa mentira uma indicação de seu antigo chefe ou gestor pode se transformar no descobrimento de uma mentira e uma eliminação.

A experiência na área também pode ser contestada em entrevista, sempre esteja atento na periodicidade em que o candidato permaneceu em seus últimos empregos, alguns usam do subsídio de ter virado ano no seu trabalho para dar uma ilusão de ter trabalhado mais tempo, mas existem alguns casos onde eles dizem que ficaram de um a outro ano, mas foi contratado em novembro, ou dezembro, e demitido em janeiro ou fevereiro, não permanecendo nem o período de experiência. Para isso, procure sempre ter recomendações das empresas que ele trabalhou anteriormente.

Além disso, algumas mentiras são ditas quanto ao desempenho e habilidades, discursos como o do bom desempenho de trabalho em grupo, pontualidade só podem ser desmistificadas no dia a dia de trabalho, mas o departamento pessoal pode notar na forma em que o candidato se expressa, se ele se contradiz em algum momento ou até mesmo na tensão da sua postura pessoal.

Via Atag