Os efeitos da pandemia do novo coronavírus mexeu com a economia em nosso país, o que levou o governo, através do Ministério da Economia criar ações para ajudar as pessoas que foram atingidas diretamente com o isolamento social.

Alguns dos beneficiados foram os aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e o abono salarial PIS/PASEP.

Veja as alterações

  • Antecipação do 13° da primeira e segunda parcelas para os aposentados e pensionistas do INSS, todos já receberam.
  • Transferência de valores não sacados do PIS/PASEP para o FGTS (já foi transferido);
  • Saque emergencial do FGTS de até R$ 1.045; o pagamento começa na próxima segunda-feira, 29 de junho.
  • Antecipação do abono salarial para julho; o calendário já foi divulgado.
  • Diferimento do prazo de pagamento do FGTS por 3 meses; já foi implantado.
  • Pagamento de auxílio emergencial a trabalhadores informais de baixa renda; (terceira parcela foi liberada apenas aos inscritos no Bolsa Família).

Principais benefícios sociais para 2020

FGTS

Para dar mais força a economia que foi atingida pela Covid-19, o governo irá liberar a partir da próxima segunda-feira, 29 de junho, o saque emergencial para contas ativas (para quem está trabalhando) e inativas (para empregos antigos) num valor de até R$ 1.045. O pagamento irá respeitar o mês de aniversário do cidadão.

Primeiro, os beneficiados receberão os depósitos na Conta Poupança Social Digital, que poderá ser movimentada através do aplicativo Caixa Tem (a movimentação só poderá ser para compras em lojas físicas ou Internet, pagamentos de contas de água, luz, telefone, Internet, etc. e boletos.

Já os saques em dinheiro só poderão ser feitos a partir do dia 25 de julho.

FGTS

Confira o calendário divulgado pela Caixa:

Os saques não são obrigatórios (os recursos ficarão disponíveis até 90 dias após o depósito em conta digital).

Abono Salarial PIS/PASEP (2020/2021)

O governo liberou o cronograma 2020/2021 do PIS/PASEP. A data de início dos repasses está prevista para ter inicio no dia 16 de julho, indo até final de junho de 2021.

Quem trabalhou em 2019 com carteira assinada durante 12 meses ou 30 dias terão direito a sacar o abono salarial. Será necessário que o trabalhador tenha recebido a média de até dois salários mínimos durante o tempo em que exerceu sua função.

Os valores a receber irão variar com a quantidade de meses trabalhados, sendo que quem trabalhou somente 30 dias irá receber 88, quem trabalhou 12 meses, irá receber R$ 1.045. Quem for sacar em janeiro de 2021, receberá um valor diferente, devido ao reajuste do salário mínimo.

O PIS é pago para todos que trabalham ou trabalharam na iniciativa privada. Já o PASEP é destinado aos servidores públicos.

Calendário do PIS para quem trabalha ou trabalhou para a inciativa privada, o pagamento será de acordo com a data de nascimento do trabalhador:

Calendário do PASEP destinado aos servidores públicos, o pagamento será de acordo com o número final de inscrição:

O prazo final para o saque do abono é 30 de junho de 2021 para todos os trabalhadores.