Assédio moral no trabalho, o que fazer nestas situações?

0

Infelizmente na nossa realidade no Brasil, muitos trabalhadores enfrentam assédio moral no trabalho. Na matéria de hoje vamos explicar o que deve ser feito nestas situações.

Continue conosco e fique por dentro do assunto. 

De acordo com o Tribunal Superior do Trabalho eles recebem inúmeros processos por dia envolvendo assédio moral, este problema é grave e é primordial ter a orientação de um profissional especializado. 

Assédio Moral 

Na prática infelizmente é comum isto ocorrer tanto no âmbito social, quanto no organizacional.

No cenário atual de hoje a realidade é que cada vez as corporações estão mais violentas e insalubres, onde o capitalismo está em primeiro lugar, vemos uma corrida incessante pela quantidade de produtividade em um curto prazo e isso acaba desencadeando o assédio moral no trabalho. 

Você sabe o que é assédio moral? 

O assédio moral define-se pela repetição de um comportamento abusivo que atenta contra a dignidade psíquico-emocional do ser humano, estamos nos referindo a constante exposição do trabalhador a situações humilhantes, desmoralizantes e desestabilizadoras, todas essas são capazes de ocasionar danos permanentes à saúde mental da vítima, assim como desmoralizá-la em seu ambiente de trabalho. 

Essa pressão ocorre justamente para que haja a exclusão do funcionário no ambiente de trabalho, por que assim para o trabalhador a situação pode tornar-se tão desconfortável e insuportável de tal forma que o trabalhador sente-se forçado a pedir demissão. 

Qual o perfil do assediador? 

Geralmente o assediador não está preocupado com o bem estar do funcionário, os mesmo utilizam o poder hierárquico para diminuir seu subordinado, sendo capaz de usar pessoas em seu benefício, para manipulá-las até que alcance seu objetivo.

Saiba como identificar o assédio moral no trabalho 

Imagem: @aleksrybalko / Freepik
Imagem: @aleksrybalko / Freepik

Imagine a seguinte situação: O chefe ordena uma tarefa ao seu funcionário, com instruções confusas, pouco esclarecidas e com um prazo rápido para que o seu funcionário cumpra a tarefa. 

A partir daí quando o funcionário começa a assumir a tarefa que lhe foi dada, o mesmo sente dificuldades e não entrega como deveria e com isso ele é humilhado pelo chefe.

Ou seja, o chefe agiu de má fé, para prejudicar o funcionário.

Como provar um assédio moral no trabalho?

Existem várias maneiras de provar um assédio moral no trabalho e uma delas é através de testemunhas, elas podem descrever perante o juiz o processo de toda a humilhação que presenciaram. 

Mas o que acontece se os colegas de trabalho não quiserem testemunhar a favor? 

Nesta situação você pode tentar comprovar com áudios, gravações e filmagens, se você não tiver nenhum desses meios de provas, você pode optar por ter uma conversa a sós com o assediador por meios eletrônicos, como e-mail e mensagens, estas por sua vez podem virar prints e por fim ser uma prova. 

O que caracteriza o assédio moral? 

Vamos citar abaixo algumas práticas que caracterizam assédio moral no trabalho

  • Sobrecarregar o empregado de tarefas;
  • Ignorar a presença;
  • Espalhar rumores e boatos;
  • Agressão verbal;
  • Receber tarefas distintas das inerentes à sua função;
  • Acusar injustamente.

Dica Extra do Jornal Contábil: Você gostaria de trabalhar com Departamento Pessoal?

Já percebeu as oportunidades que essa área proporciona?

Conheça o programa completo que ensina todas as etapas do DP, desde entender os Conceitos, Regras, Normas e Leis que regem a área, até as rotinas e procedimentos como Admissão, Demissão, eSocial, FGTS, Férias, 13o Salário e tudo mais que você precisa dominar para atuar na área.

Se você pretende trabalhar com Departamento Pessoal, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um profissional qualificado.

Por: Laís Oliveira.