A tomou conhecimento de um novo que tem trazido grandes prejuízos a diversos empresários.

Os golpistas se passam por empresários e servidores da , que oferecem às vítimas mercadorias supostamente leiloadas pelo órgão, por valores abaixo do mercado. Após concluírem as negociações, o comprador é induzido a realizar depósitos bancários para a quitação de um falso DARF – Documento de Arrecadação de Receitas Federais.

A alerta que os praticados pelo órgão são eletrônicos e que não há mediadores nas transações de venda. Apenas o contribuinte que adquiriu mercadorias pelo leilão eletrônico tem acesso ao documento arrecadatório para pagamento do bem.

A veracidade dos documentos pode ser consultada em qualquer unidade da .

Leia Também:

A influência do CAEPF no seu negócio

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.