Atenção, Saque Emergencial do FGTS não deve ser liberado

0

Após uma longa espera pelo saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) o governo finalmente deu um parecer. A medida adotada em 2020, permitiu que todos os trabalhadores com saldo nas contas vinculadas ao fundo pudessem resgatar até um salário-mínimo em decorrência da pandemia da Covid-19, e esperada para este ano deve ser liberada.

Fonte: Google
Fonte: Google

Ministério não considera o saque emergencial

O Ministério da Economia não prevê mais a liberação do saque emergencial do FGTS prometida pelo governo no final do ano passado. Para quem não se lembra no fim do ano passado, com o avanço da pandemia e consequente termino do auxílio emergencial, o governo informou através da elaboração do seu plano de contingência contra a pandemia, liberar uma nova rodada de saques para este ano.

Ainda conforme ocasião, durante os primeiros dias de 2021, membros do governo enfatizaram que os primeiros dias do ano referente a pandemia seriam determinantes para a liberação do saque do FGTS, que chegou a ser prometido para o final de janeiro.

Entretanto, de lá para cá pouca informação veio de fato a ser divulgada, contudo, ainda nesta semana o Ministério da Economia em nota informou que não a intenção para qualquer tipo de liberação extraordinária dos saldos do FGTS tendo em vista que outras medidas de apoio ao enfrentamento dos efeitos da pandemia estão sendo priorizados.

Outro ponto que precisa ser evidenciado é que quando o governo levantou a hipótese de saque do FGTS, diversos benefícios que voltaram como o próprio auxílio emergencial não estavam nas pautas do governo e que agora o governo vem se concentrando nas atuais medidas pagas aos trabalhadores, inclusive uma possível prorrogação do auxílio emergencial.

Como funcionou o saque emergencial do FGTS

O saque emergencial do FGTS foi autorizado em 2020 por meio Medida Provisória nº 946. Com ele o trabalhador pôde acessar o valor de até um salário mínimo, caso o trabalhador tivesse saldo nas contas vinculadas ao fundo.

Todos os trabalhadores puderam receber o depósito por meio das contas poupanças sociais digitais abertas pelo governo. Essa poupança podia ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem (Android ou iOS).