Aumento no preço da energia: confira dicas para ajudar a economizar

Especialistas fazem um alerta para população e dão dicas para ajudar no bolso

Por conta da falta de chuva nas usinas hidrelétricas, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realizou um novo reajuste ontem (31/08). A recente taxa será de R$14,20 para cada 100 kw-h, que entra em vigor a partir de hoje, (01/09). Foi criada uma atual bandeira tarifária na conta de luz chamada de bandeira da escassez hídrica, permanecendo vigente até abril do ano que vem.

O novo patamar representa um aumento de R$ 4,71, cerca de 50%, em relação à bandeira vermelha patamar 2, até então o maior patamar, no valor R$ 9,49 por 100 kWh.

O executivo em finanças, André Aragão, relata algumas dicas importantes para a população economizar na conta e faz um alerta, “é importante que as pessoas se conscientizem que o momento é de economia de luz e de água, a situação é crítica, se não economizarmos é provável que passaremos por período de racionamento”.

Ar condicionado – é o maior vilão, evite ligar esse aparelho agora, o tempo está mais ameno, então não há tanta necessidade, mas caso ligue, não deixe portas e janelas abertas.

Máquina de lavar – acumule roupas para lavar de uma só vez, esse eletrodoméstico gasta luz e água juntos.

Ferro de passar – também acumule roupas para passar tudo de uma vez.

Chapinha e secador – evite o uso desses aparelhos.

Chuveiro elétrico – diminua o tempo de banho e evite usá-lo no modo inverno que é onde mais gasta luz.

Geladeira – não abra a porta se não for pegar algo e não coloque panelas e travessas com a comida ainda quente, espere esfriar para guardar.

Standy By – retire da tomada todos os aparelhos que fiquem em standy by.

Carregador de celular/notebook – o equipamento já carregou por completo, retire da tomada, além de danificar o aparelho, gasta luz sem necessidade.

Mas você sabia que com algumas reformas e mudanças na decoração é possível diminuir a conta?! Pedro Pugliese, da Help Reformas (RJ), ensina alguns truques simples que vão ajudar a diminuir a conta de luz.

Ambientes mais claros – Na hora da construção pense em ambientes que vão receber a luz externa, com janelas maiores e portas com bastante vidro, fazendo com que q luz do sol entre durante todo o dia. Economizando assim na luz artificial.

Cores mais claras – A escolha da tinta também pode ser um diferencial na hora de economizar. Por exemplo, uma sala com as paredes brancas ou com tons claros faz com que o local não precise de luz artificial o tempo todo.

Lâmpada de baixo consumo – As lâmpadas de LED podem ser mais caras porém consomem menos energia. É um custo benefício válido.

Sensores de presença – Outra dica bastante importante para quem tem condições é utilizar sensores de presença em alguns ambientes específicos, assim, mesmo que esqueça de apagar as luzes, elas se apagarão sozinhas.

Pense na disposição dos eletroeletrônicos – Você pode não saber, mas o modo de uso dos aparelhos eletrônicos e até mesmo a posição deles dentro de casa podem aumentar o consumo de energia. No caso de geladeira ou freezer, deixe-os em local arejado. Se o sol incidir diretamente, tenha certeza de que o consumo de luz também será maior.

Hora da manutenção – Por fim, fiação elétrica antiga contribui para o maior consumo de energia. Mantenha-a sempre nova.

Ambientes bem ventilados – Portas e janelas amplas permitem que o ambiente fique mais ventilado o que ajuda a diminuir a necessidade do ar-condicionado.

Persianas – Outro truque é o uso de persianas. Elas vão ajudar a reter o calor e assim também ajudam a diminuir o uso do ar condicionado.

Comentários estão fechados.