Auxílio Brasil: beneficiário tem até agosto para atualizar dados 

As famílias que tiverem divergência de dados devem atualizar os seus dados o mais rápido possível para não perderem os pagamentos

Os beneficiários do Auxílio Brasil terão até agosto para atualizar seus dados no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). O prazo dado pelo governo é até 12 de agosto. O usuário do programa deverá realizar correção de informações no CadÚnico.

As famílias que tiverem divergência de dados devem atualizar os seus dados o mais rápido possível para não perderem os pagamentos.

Quem precisa fazer a correção do CadÚnico?

A averiguação cadastral é um procedimento realizado pelas famílias que têm informações diferentes na base de dados, segundo o Governo Federal.

Desta forma, a família que não quiser ficar sem receber o Auxílio Brasil, deverá fazer a atualização de dados do CadÚnico até agosto. A exigência é para a família que tenha renda mensal entre R$ 210,01 e R$ 606 por pessoa.

Normalmente esse prazo terminaria em 10 de junho, no entanto, o Ministério da Cidadania decidiu prorrogar até 12 de agosto. Para você saber se deve fazer as correções dos seus dados, deverá consultar seu status pelo site ou aplicativo CadÚnico.

Para realizar a regularização você deverá ir até a uma unidade do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS).

Como consultar e atualizar o CadÚnico?

Demora apenas alguns minutos para você fazer a averiguação cadastral. Basta acessar o portal do CadÚnico e em seguida:

  • Clicar na tela para iniciar;
  • Clicar em “Próximo” e depois em “Iniciar”;
  • Selecionar “Consulta Completa”;
  • Entrar com CPF e senha cadastrados no Gov.br.

Você verá o código familiar, estado cadastral, data da última atualização e prazo máximo para a nova atualização. Também vai aparecer na tela, uma mensagem informando que os dados estão diferentes de outras bases. Caso você esteja com os seus dados diferentes, deverá clicar em “Saiba o que fazer” e ler os detalhes sobre a averiguação cadastral.

Para a família não deixar de receber o Auxílio Brasil, precisará que o Responsável Familiar vá a uma unidade do CRAS com os seguintes documentos:

CPF ou título de eleitor;

Documento de identificação de cada membro da família.

Quem deixar de fazer a regularização cadastral poderá ser excluído do programa social a partir de julho de 2023.

Cadastro Único

O Cadastro Único é um registro que permite ao governo saber quem são e como vivem as famílias de baixa renda no Brasil. Ele foi criado pelo Governo Federal, mas é operacionalizado e atualizado pelas prefeituras de forma gratuita. 

Pré-Cadastro

Caso você  ainda não esteja cadastrado no Cadastro Único, poderá fazer um Pré-Cadastro por meio do aplicativo do CadÚnico ou pelo site.

O Pré-Cadastro permite que o cidadão já informe dados importantes para o seu cadastro. Após enviar o Pré-Cadastro, o usuário tem 120 dias para comparecer a um Posto de Atendimento do Cadastro Único ou CRAS para apresentar os documentos de identificação obrigatórios das pessoas da família e complementar outros que sejam essenciais.

A apresentação de documentos e a complementação de informações é necessária para que o cadastro seja concluído e o cidadão possa ter direito a solicitar benefícios sociais.

Comentários estão fechados.