Auxílio Brasil: quando posso pedir o empréstimo consignado?

O Governo Federal já liberou o empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil. Veja quando começa. 

Apesar de já ter sido anunciado pelo Governo Federal que beneficiários do Auxílio Brasil poderão solicitar empréstimos consignados, ainda não é possível contratar o crédito na prática, devido a ausência de regulamentações. 

Conforme o Ministério da Cidadania, a possibilidade ainda não começou a valer, de fato, pois o empréstimo ainda precisa ser regulamentado oficialmente. Nesta linha, a pasta precisa acertar alguns detalhes primordiais, tais como o valor dos juros mensais, e a maneira de pagamento mediante a exclusão do programa. 

Ao que tudo indica, tais regras ainda não foram acertadas, dado que a pasta responsável pelos pagamentos do benefício, ainda aguardava a decisão da Medida Provisória (MP) que fixa o valor mínimo de R$ 400, aprovada por senadores no último final de semana. 

Para entender melhor, o ministério possuía o receio sobre alterações que os parlamentares poderiam fazer na parte do texto que trata do Auxílio Brasil, de modo a modificar o sistema de consignado do programa. 

Não houve alterações, abrindo então o caminho para regulamentação dos empréstimos por parte da pasta. Contudo, a possibilidade ainda aguarda a decisão do presidente, para começar a valer, visto que o presidente pode sancionar ou vetar a proposta. 

Empréstimo consignado no Auxílio Brasil 

Previamente, é preciso entender o que são empréstimos consignados. A categoria de consignados diz respeito aos créditos que são descontados diretamente da folha de pagamento, no caso, do valor pago pelo benefício. 

Em outras palavras, a dívida gerada pelo empréstimo adquirido, será abatido automaticamente no valor pago aos beneficiários que contrataram os créditos. Desta maneira, utilizando a própria renda mensal como garantia de que o débito será pago. 

Considerando que a modalidade conta com uma garantia, não haverá nenhuma análise de crédito, permitindo que até cidadãos com o nome sujo poderão participar da oferta. O único critério para pedir os empréstimos é estar entre os aprovados no Auxílio Brasil. 

Segundo o texto, beneficiários do programa poderão comprometer Até 40% do valor pago pelo programa, ou seja, as parcelas devem ter um valor máximo de R$ 160 (40% dos R$ 400 pago pelo Auxílio Brasil).  Em suma, todas as instituições financeiras estão autorizadas a ofertar o consignado.

Comentários estão fechados.