Auxílio-doença: Conheça 15 doenças que dão direito ao benefício

0

Você sabia que a saúde é um direito do cidadão? Essa determinação está na Constituição Federal, porém, muitas vezes o trabalhador que está doente fica desamparado por não desconhecer seus direitos e assim, fazer valer a legislação que prevê o amparo por meio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o que garante tratamento adequado. 

Então, hoje ressaltamos que esse é o primeiro passo para garantir o acesso aos benefícios da previdência em casos de doença: conhecer os direitos e benefícios que você pode ter.

Para te ajudar, listamos nesse artigo as 15 principais enfermidades  que dão direito à receber o auxílio-doença.

Esse costuma ser um assunto que causa muitas dúvidas, pois, é bem complicado saber quais doenças ensejam os benefícios. 

Quem pode pedir o auxílio?

O auxílio-doença é exclusivamente voltado aos trabalhadores em caso de doença, quando o segurado faz a comprovação de que está temporariamente incapaz para realizar seu trabalho como de costume, podendo ser por doença ou até mesmo um acidente.

Mas vale lembrar que essa comprovação é feita por meio de uma perícia médica.

Para a sua concessão é necessário cumprir critérios e, dentre eles estão: 

  • Qualidade de segurado; 
  • Período de carência de 12 contribuições mensais;
  • Incapacidade para as atividades por período superior a 15 dias; 
  • Ausência de pré-existência da doença ou lesão, salvo na hipótese de agravamento.

Sabendo disso, confira a nossa lista das principais doenças que permitem a concessão do auxílio-doença: 

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil
  • Distúrbios mentais: esquizofrenia, depressão e doenças similares que precisam de acompanhamento médico; 
  • Cardiopatia grave: doenças crônicas que atinge o coração e podem piorar com qualquer esforço físico; 
  • HIV (síndrome da imunodeficiência adquirida): ou AIDS, como é conhecida, também pode motivar a solicitação do benefício devido ao uso constante de medicamentos; 
  • Cegueira: também está entre as doenças incapacitantes, podendo ser motivada por qualquer situação como acidentes ou a complicação de outras doenças; 
  • Doença de Parkinson: por ser degenerativa e atingir o sistema nervoso; 
  • Paralisia incapacitante que pode ser irreversível: prejudica a coordenação motora, podendo ser tetraplegia, paraplegia, triplegia, entre outros; 
  • Esclerose Múltipla: também está entre as doenças sérias que precisam de atenção por ser inflamatória e crônica ao mesmo tempo; 
  • Nefropatias graves: doenças que atingem os rins causando a incapacidade nas condições de trabalhar e ter uma vida normal;
  • Doença de Paget: conhecida como osteíte deformante, que ataca os ossos e medula óssea; 
  • Câncer ou Neoplasia Maligna: que se trata de uma doença que afeta as células corporais atingindo os tecidos;
  • Forma crônica ou aguda da Hepatopatia: que acomete o fígado levando o segurado ao risco de morte; 
  • Hanseníase também está entre estas doenças, pois, afeta a pele e nervos, causando uma infecção crônica;
  • Tuberculose: causada por uma bactéria acometendo os pulmões com febre, perda de peso, podendo resultar em morte; 
  • Espondiloartrose anquilosante: que é uma doença que acomete a coluna vertebral e sacroilíacas, causando dores e incapacidade de mexer com a coluna;
  • Radiação por medicina especializada: exposição à radiação e que por isso não possa fazer atividades da vida comum. 

É importante entender que essas doenças não são as únicas e, desta forma, caso o segurado tenha outro tipo de enfermidade considerada grave e que impeça de realizar suas atividades diárias também deverá solicitar o auxílio-doença

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Por Samara Arruda