Auxílio emergencial: Brasileiros que vivem nos EUA são investigados por fraude

0

A crise causada pela pandemia do coronavírus fez com que governos em todo o mundo criassem pacotes e projetos para ajudar seus cidadãos a vencerem este período. No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro criou o “Auxílio Emergencial”, que libera a quantia de R$ 600,00 para algumas pessoas que supostamente estão passando necessidades.

Apesar do valor ser considerado baixo, o auxílio emergencial foi criado com o objetivo de ajudar trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados (no Brasil) com renda per capita de até R$ 522,50 mensais ou renda familiar de até R$ 3.135.

Na semana passada, a Controladoria Geral da União (CGU) relevou que uma investigação foi iniciada sobre brasileiros que moram no exterior, inclusive nos Estados Unidos. De acordo com as informações, eles teriam recebido ilegalmente o auxílio.

A CGU confirmou que a lei não menciona nada contra os brasileiros que vivem no exterior receberem o benefício, “mas tecnicamente somente quem emigrou legalmente para outro país teria o direito e que notificaram as autoridades sobre a mudança de domicilio”.

coronavirus EUA
Auxílio emergencial: Brasileiros que vivem nos EUA são investigados por fraude

Caso seja confirmada a fraude, estes brasileiros serão obrigados a devolverem o dinheiro e ainda sofrerão penalidades da lei. No Brasil a condenação para este tipo de crime pode ser de um a cinco anos de cadeia e multa.

Se converter o valor do Auxílio Emergencial para o dólar atual, os supostos fraudadores brasileiros receberam aproximadamente US $110.00.
A CGU ainda não tem dados sobre a quantidade de brasileiros indocumentados no exterior que receberam os R$ 600.